InternetData CenterAssinante

Fim do tabu contra o Xavante e o primeiro triunfo longe do Majestoso

Tigre chegou aos nove pontos e subiu para a 15ª posição na tabela da Série B
Fim do tabu contra o Xavante e o primeiro triunfo longe do Majestoso
Foto: Thiago Hockmüller/Arquivo Engeplus
Por Thiago Hockmüller Em 11/06/2019 às 22:04

O Criciúma venceu a primeira partida fora de casa. De quebra deixou a zona de rebaixamento e agora terá pouco mais de um mês de tranquilidade para planejar e se preparar para o restante da temporada. A vitória foi diante do Brasil de Pelotas, na noite desta quinta-feira, dia 11, no estádio Bento Freitas. Reis marcou o gol do alívio carvoeiro, aliás, diga-se de passagem, um bonito gol. 

Após o confronto em Pelotas, Gilson Kleina foi aos microfones. E aprovou o que viu no Bento Freitas. “Tivemos espírito de Série B. Colocamos força no jogo e tentamos no impor. Isso não vinha acontecendo. Enfrentamos uma equipe que vinha de muita confiança, com três vitória seguidas. Tivemos muitos fatores positivos, mas a atitude do grupo me deixa feliz, orgulhoso de ser técnico do Criciúma”, argumentou o técnico do Tigre em entrevista coletiva. 

O saldo Tricolor em oito rodadas 

Passada as primeiras oito rodadas da Série B, o Criciúma é 15ª colocado, com nove pontos. Apesar de ainda estar longe de suas pretensões na tabela, vai para o recesso da Copa América fora da zona de rebaixamento. E este período de descanso chega em boa hora, uma vez que o elenco vinha sofrendo com lesões, muitas durante as partidas. “Com essa parada vamos poder trabalhar da maneira que a gente pensa. Apesar de ter tido semanas cheias, não tive o grupo completo para trabalhar. Nossa pretensão é sempre brigar na parte de cima e pelo acesso, mas estamos em fase construção, precisamos de algumas contratações pontuais e vamos conversar com o presidente. Ele paga essa conta sozinho dentro do Criciúma e não é fácil manter”, afirmou. 

Tabu quebrado 

O Tigre tem duas vitórias, três empates e três derrotas. Um aproveitamento de 33,3%, cinco gols marcados e sete sofridos. A vitória nesta terça-feira, além de significar um salto na tabela de classificação, também quebra uma sequência de cinco jogos sem vitória contra o Brasil de Pelotas. 

“Toda a vitória dá tranquilidade, ainda mais ganhando fora de casa. Tínhamos o objetivo de fazer quatro pontos, e atingimos. Acreditamos no trabalho e na força dos atletas. Hoje não passa só pela vitória, mas pelo desempenho. Fomos uma equipe com transição, pegada e velocidade. Temos que manter esse desempenho dentro de casa”, avaliou Kleina. 

A próxima partida do Criciúma acontece somente no dia 13 de julho, contra o Coritiba, no Heriberto Hülse.