InternetData CenterAssinante

Em fevereiro, Criciúma deverá ter novamente uma equipe profissional de futsal

Intenção é disputar campeonatos estaduais em 2020 e depois buscar a LNF em 2021
Em fevereiro, Criciúma deverá ter novamente uma equipe profissional de futsal
Foto: Thiago Hockmüller/Portal Engeplus
Por Lucas Renan Domingos Em 02/12/2019 às 19:32

Criciúma está próxima de voltar a ter uma equipe de futsal profissional. Um projeto para retomar a categoria adulto no município está sendo finalizado e a expectativa é de que o time, que já tem até nome definido, o Criciúma Futsal, inicie os trabalhos em fevereiro de 2020. A lacuna no esporte da cidade está aberta desde 2005, quando o Anjo Futsal encerrou suas atividades. 

O grupo que está tomando à frente para montar a equipe tem Marcos Sorato, o Pipoca, ex-técnico da Seleção Brasileira de Futsal, como gestor, Guilherme Zapelini Minatto, como supervisor, e Tiago Silveira será o treinador. 

A meta é ousada. O Criciúma Futsal terá como principal objetivo voltar a colocar o município no cenário do futsal no Brasil, entrando na Liga Nacional de Futsal (LNF). Mas, antes disso, o primeiro passo será estruturar a equipe e tornar o projeto conhecido, buscando agrupar maior número de patrocinadores para chegar ao campeonato nacional. 

“Queremos disputar o Campeonato Estadual e a Copa Santa Catarina no ano que vem. Ainda estamos analisando a possibilidade de também estar no Jasc, mas por conta de uma mudança recente no regulamento ainda não temos a confirmação se iremos participar. Em 2021 iremos tentar entrar na Liga Nacional de Futsal”, comentou Minatto. 

Um dos primeiros parceiros do projeto será a Unesc, em uma reunião na última quinta-feira, dia 28, ficou definido que a equipe vai treinar em uma das quadras da universidade, que também vai disponibilizar acadêmicos para atuarem em áreas como fisioterapia, preparação física e até marketing do time. “Queremos unir forças. Além da Unesc temos outros apoiadores. Vamos ter todas as categorias de base, do sub-11 ao sub-20, contando com os times do Anjos do Futsal e do Colégio São Bento, além de trabalhar projetos sociais”, disse Pipoca. 

Investimentos de R$ 1,5 milhão ao ano

A parte financeira para a contratação dos jogadores contará com o aporte financeiro vindo do Governo Federal. “O deputado Daniel Freitas está nos auxiliando nesta questão. Para conseguir tocar o projeto será necessário um investimento de R$ 1,5 milhão ao ano em 2020”, comentou o gestor. 

Quer ler somente notícias positivas? Então clique aqui e entre no grupo "Foco no que é bom" do Portal Engeplus 

O montante ainda é pequeno se levado em consideração a receita de times que já participam da LNF. “Tem times que gastam quase R$ 5 milhões. Queremos chegar próximo disso em 2021”, acrescentou Pipoca. 

Minatto lembra que os campeonatos estaduais serão um importante desafio para o Criciúma Futsal e um grande teste para alcançar a liga nacional. “Santa Catarina tem um quarto dos times que estão na LNF. Tubarão, Joinville, Joaçaba, Jaraguá do Sul e Blumenau estão lá. São essas equipes que iremos enfrentar no ano que vem”, disse. 

Contratação de jogadores

Por não ter uma equipe sub-20 de futsal em Criciúma, em um primeiro momento os jogadores que estão nas categorias de base existentes na cidade não deverão ser utilizados na equipe adulta. “Como serão campeonatos de nível elevado, fica complicado, por exemplo, usar um garoto de sub-17. Por isso queremos montar as bases que ainda faltam em Criciúma, que são sub-15 e sub-20, para dar continuidade a esses atletas até que eles possam chegar ao profissional”, afirmou o supervisor. 

Alguns jogadores para a equipe profissional já estão sendo mapeados. Ao todo serão 15 atletas para iniciar as atividades. "Temos dois apalavrados e outros ainda estamos negociando. Criciúma merece ter um time de futsal novamente. O pessoal daqui gosta do esporte e o Anjo Futsal viveu bons momentos aqui. Queremos resgatar essa tradição. Por isso seremos uma equipe sem vaidades, dispostos a aceitar todos que queiram ajudar”, completou Pipoca. 

Leia mais

No campo e nas quadras, Jean Reis é o segundo entrevistado do podcast Futebol Raiz