InternetData CenterAssinante

Em 2018, todos os clubes que chegaram a 35ª rodada no Z4 caíram para a Série C

Na temporada passada foram rebaixados Boa Esporte, Sampaio Corrêa, Juventude e Paysandu
Em 2018, todos os clubes que chegaram a 35ª rodada no Z4 caíram para a Série C
Foto: Rafaela Custódio / Portal Engeplus
Por Rafaela Custódio Em 11/11/2019 às 08:35

O Criciúma chega a 35ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro pressionado. O time não vence há nove jogos e é o vice-lanterna da competição. Se comparada a temporada de 2018, todos os times que chegaram no Z4 da 2ª divisão neste estágio do torneio, caíram para a Série C. Ano passado, deixaram a Série B Sampaio Corrêa, Boa Esporte, Juventude e Paysandu.

Após 34 rodadas em 2018, o Juventude abria a zona de rebaixamento com 35 pontos e era seguido por Paysandu, com 34, Sampaio Corrêa, 32, e Boa Esporte, 29. Neste ano, estão Figueirense, 35, Vila Nova, 33, São Bento, 30, além do próprio Criciúma, com 31. A diferença está fora da zona. O CRB tinha 38 pontos no ano passado e, agora, o Londrina soma 35.

O próximo adversário do Criciúma será exatamente o Tubarão, que vem de quatro derrotas consecutivas. As equipes se enfrentam nesta terça-feira, dia 12, às 20h30, no estádio Heriberto Hülse, pela 35ª rodada. 

Segundo o Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o Criciúma tem 96,6% de chances de cair para a Série C. No returno da competição, o Tigre disputou 15 jogos e venceu apenas um, empatou sete e perdeu sete duelos. O tricolor é o penúltimo colocado, com 31 pontos.

Números da Série B do Criciúma

Tigre é o pior visitante da competição. Em 17 jogos longe do estádio Heriberto Hülse, perdeu dez, empatou seis e ganhou apenas um. Como mandante, os números também não são tão bons. O Tigre disputou 17 jogos no Majestoso, venceu cinco, empatou sete e perdeu cinco. 

O Criciúma tem o segundo pior ataque da competição, com 24 gols, média de 0,70 por jogo. Já em relação a defesa, o Tigre sofreu 35, média 1,02 por confronto. O tricolor também é o pior time do returno do campeonato. São 15 jogos disputados e o Tigre venceu apenas um, com cinco empates e cinco derrotas. O Criciúma disputou 45 pontos e conquistou apenas 10.

O clube catarinense trabalha na tarde desta segunda-feira e visa o confronto diante do Londrina. Para o duelo, o Tigre não poderá contar com o zagueiro Sandro que foi expulso na última partida. Já o lateral-esquerdo Marlon volta ao time após cumprir suspensão.