InternetData CenterAssinante

Dupla de ataque do Sport fez mais gols que o Criciúma na Série B

Criciúma e Sport se enfrentam no próximo sábado, dia 9, na Ilha do Recife
Dupla de ataque do Sport fez mais gols que o Criciúma na Série B
Foto: Rafaela Custódio / Arquivo Engeplus / Ilustrativa
Por Rafaela Custódio Em 07/11/2019 às 08:29

Sem vencer há oito jogos, o Criciúma terá duro desafio na 34ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. No sábado, dia 9, às 16h30, o Tigre encara o Sport, na Ilha do Retiro. O time pernambucano está em 2º, com 57 pontos, e conta as horas para confirmar o retorno à elite. As fichas do Leão são depositadas na dupla de ataque composta por Hernane e Guilherme, que possuem um dado curioso na comparação com o time Sul catarinense.

O Tigre marcou 24 gols na série B, o segundo pior ataque da competição. Só a dupla pernambucana soma 27 gols, três a mais que Criciúma. Hernane fez 14, enquanto Guilherme balançou as redes 13 vezes. O time inteiro do Sport marcou 44 gols, uma média de 1,3 gols por duelo, enquanto a média da equipe catarinense é de 0.72 gol por confronto. 


Atacante Hernane | Foto: Anderson Stevens/Sport Recife

Além de ter um dos piores ataques da Série B, a equipe dirigida por Roberto Cavalo também possui uma das piores defesas. O Tigre sofreu 34 gols em 33 jogos, média de mais de um gol por partida. Entre as 20 equipes da Série B, o Tigre tem a décima defesa mais vazada.

Segundo o Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) o Criciúma tem 95% de chances de cair para a Série C. Os números do Tigre na competição mostram que as possibilidades de queda são reais, isto porque no returno da competição o Tigre disputou 14 jogos e venceu apenas um, empatou sete e perdeu seis duelos. O tricolor é o penúltimo colocado, com 31 pontos.

Se a fase não é boa, ao olhar a tabela dos próximos jogos, a situação fica ainda pior para a equipe catarinense. O Tigre é o pior visitante da Série B, vencendo apenas um duelo, empatando seis e perdendo nove, e dos próximos cinco jogos na competição, três são fora do Majestoso (Sport, Bragantino e Oeste). Apenas Londrina e Paraná virão ao Heriberto Hülse.