InternetData CenterAssinante

De volta ao esporte, Felipe Formentin planeja futuro e visa novas conquistas

Ele teve sarcoma de Ewing no joelho e precisou amputar a perna esquerda em 2011
De volta ao esporte, Felipe Formentin planeja futuro e visa novas conquistas
Foto: Rafaela Custódio / Portal Engeplus
Por Rafaela Custódio Em 08/10/2019 às 11:50

Felipe Formentin, de 23 anos, é paratleta de tênis de mesa há oito anos. O criciumense teve sarcoma de Ewing no joelho e precisou amputar a perna esquerda em 2011, mas recentemente ele parou de treinar e jogar devido a uma lesão na mão esquerda. Atualmente, está usando uma prótese que realizou uma vaquinha online e também vendeu rifas para arrecadar o dinheiro. 

Ele possui títulos importantes como bi-campeão das paralimpíadas escolares, Campeonato Pan-Americano Juvenil, etapa do mundial da França, melhor do Brasil em 2014 e atleta revelação Troféu Guga Kuerten. “Em setembro conquistei o terceiro lugar na Super Copa Brasil de Tênis de Mesa disputada em Cuiabá. Essa premiação foi muito importante, porque me coloca novamente no cenário nacional. Estou treinando três vezes por semana e buscando todos os dias voltar ao esporte após a lesão”, explica. 

Formentin trabalha durante o dia em uma agência bancária e à noite o paratleta da Mampituba / Fundação Municipal de Esportes de Criciúma (FME) treina. “Estou voltando aos poucos, é um trabalho gradativo, mas já trouxe resultados na última competição e espero alcançar ainda mais”, comenta. 

O principal objetivo do criciumense atualmente é voltar a disputar campeonatos e estar entre os melhores, mas também se adaptar a prótese. “Nunca usei prótese. É um conhecimento todos os dias. Passei um mês em Florianópolis realizando testes. A Ullis Técnica Ortopédica me ajudou muito e tem me auxiliado neste novo ciclo da minha vida”, relata. 

“Se estou treinando novamente, usando uma prótese e voltando a minha rotina é porque pessoas que nunca me viram acreditaram e me ajudaram sendo doando na vaquinha online ou comprando a minha rifa. Minha história chegou a muitas pessoas como por exemplo a empresa Ullis que me auxiliou com parte da prótese e a academia Suprema que tem me ajudado com os treinos. Estou treinando muito e espero trazer grandes conquistas ao município e todas as pessoas que acreditaram em mim”, finaliza.