InternetData CenterAssinante

Criciúma perde para o América e seca rivais para não terminar a rodada no Z-4

Apático no primeiro tempo, Tigre sofre dois gols e termina a noite derrotado em BH
Criciúma perde para o América e seca rivais para não terminar a rodada no Z-4
Foto: Mourão Panda/América
Por Thiago Hockmüller Em 10/09/2019 às 23:06

Uma atuação para esquecer no primeiro tempo custou ao Criciúma mais uma derrota na Série B. Na noite desta terça-feira, dia 10, o Tigre visitou o América (MG) no estádio Independência e foi castigado com uma grande atuação do garoto Matheusinho, que fez dois belos gols na primeira etapa e ajudou o time mineiro a chegar ao 10º jogo sem derrota na segundona. Na segunda etapa, Léo Gamalho descontou para os catarinenses, mas o time de Waguinho Dias não reuniu forças suficientes para empatar o duelo. 

Com chances de entrar na zona de rebaixamento ainda nesta rodada, o Criciúma volta a campo somente no dia 20, quando encara o Atlético Goianiense no estádio Heriberto Hülse. No mesmo dia, o América visita o Sport, na Ilha do Retiro. 

Tigre apático 

Jogando longe do Heriberto Hülse, onde tem um baixo aproveitamento na Série B, o Criciúma até teve posse de bola, e só. Os atacantes do Tigre se viram encaixotados em meio a defesa adversária e não conseguiram finalizar a gol nos primeiros 45 minutos. 

Já o adversário aproveitou bem as chances que teve. E foram muitas na primeira etapa. Ao todo, os mineiros finalizaram cinco vezes, duas em direção ao gol. 

A primeira boa tentativa foi aos 19 minutos. E terminou com um golaço do talentoso Matheusinho, meia atacante de apenas 21 anos que recém completou 100 jogos com a camisa do América (MG). Pelo lado esquerdo do campo de ataque, ele costurou a zaga carvoeira e da entrada da área acertou um belo chute, no ângulo, sem possibilidade de defesa para Luiz.  

O Tigre seguiu esnobando posse de bola, mas sem criatividade e com pouca aproximação entre os homens de ataque. Por outro lado, o América voltou a assustar. Aos 22, Viçosa tentou encobrir Luiz, mas falhou na tentativa. Aos 26, o lateral-direito Leandro Silva recebeu passe de Matheusinho, avançou e chutou à esquerda de Luiz.  

Inoperante no ataque, vazado na defesa 

Os donos da casa seguiram pacientes, esperando os espaços deixados pelo Criciúma. Afoitos, os catarinenses erravam muitos passes e não prosperavam na tentativa de se aproximar da área adversária. Aos 34, quase levaram o segundo. Diego Ferreira cruzou, a zaga carvoeira afastou o perigo, Júnior Viçosa pegou a sobra, só que exagerou na força e chutou por cima. 

O primeiro tempo de pouca inspiração do Criciúma cobrou o seu preço aos 45. E novamente com Matheusinho. Pela direita, Juninho passou em profundidade para Diego Ferreira. Ele entrou na área, cortou o marcador e esperou a movimentação do camisa 10 para deixá-lo na cara de Luiz e assim marcar o segundo.  

"Muito passe errado. Deixamos o adversário jogar. Muito abaixo, tomamos dois gols e podíamos ter tomado o terceiro. Desse jeito fica difícil”, lamentou o capitão Luiz na saída para o vestiário. 

Primeira oportunidade, bola na rede 

Na volta do intervalo, o técnico Waguinho Dias efetivou logo duas alterações na equipe. Sacou Daniel Costa e Maicon e lançou a campo Caíque e Marcos Vinícius. As mudanças tiveram efeito. Aos seis minutos, a primeira finalização carvoeira no jogo. Marlon cruzou, Sandro ganhou no alto e cabeceou, mas a bola parou nas mãos do goleiro Airton. 

O Criciúma seguiu tentando se encontrar no duelo com os mineiros. E para sua sorte, tem Léo Gamalho. Ele precisou de apenas uma finalização para descontar e recolocar o time no jogo. Aos 19, Caíque roubou a bola no campo de ataque e passou para o camisa 9, que pegou forte na bola e acertou um chute indefensável.  

Acreditando na reação, Waguinho queimou a última alteração trocando Vinícius, de pouca participação no jogo, por Andrew. O jogo ficou aberto, mas com raras finalizações a gol.  

Aos 29 e 33, o técnico da equipe mineira, Felipe Conceição, realizou duas alterações. E uma delas foi um alívio para os zagueiros criciumenses. Primeiro, Matheusinho deu lugar para Marcelo Toscano. Depois saiu o meia Flávio e entrou o atacante França. 

Na reta final do duelo, os dois times caíram de produção e o Criciúma ainda viu o seu goleiro ser expulso aos 45 minutos, quando derrubou Neto Berola fora da área para impedir o ataque adversário. Marlon assumiu a trave e ainda defendeu uma falta cobrada por Marcelo Toscano. Final: América (MG) 2x1 Criciúma

Ficha técnica para América 2x1 Criciúma

Competição: 22ª rodada da Série B.

Data: terça-feira, dia 10 de setembro de 2019.

Local: Estádio Independência em Belo Horizonte (MG).

Público: 1.583.

Renda: R$ 7.384,00.

Árbitro: Diego Pombo Lopez (BA) apitou o jogo auxiliado por Elicarlos Franco de Oliveira e Jucimar dos Santos Dias (ambos da BA).

Cartões amarelos: Pedrão e João Paulo (AME); Reinaldo, Wesley, Marcos Vinícius, Caíque e Derlan (CRI).

Cartão vermelho: Luiz (CRI).

Gol: Matheusinho, aos 19min e aos 45min do 1ºT (AME); Léo Gamalho, aos 19min do 2ºT (CRI).

AMÉRICA

Airton; Leandro Silva, Pedrão, Ricardo Silva e João Paulo; Flávio (França), Willian Maranhão e Juninho; Diego Ferreira (Neto Berola) e Matheusinho (Marcelo Toscano); Júnior Viçosa.

Técnico: Felipe Conceição

CRICIÚMA

Luiz; Maicon (Marcos Vinícius), Sandro, Derlan e Marlon; Liel, Wesley e Daniel Costa (Caíque); Vinícius (Andrew), Reinaldo e Léo Gamalho.

Técnico: Waguinho Dias