InternetData CenterAssinante

Criciúma perde para Atlético-GO e se afunda na zona de rebaixamento

Tigre foi derrotado por 1 a 0 no Majestoso; duelo foi disputado na noite desta sexta-feira
Criciúma perde para Atlético-GO e se afunda na zona de rebaixamento
Foto: Jessica Rosso / Portal Engeplus
Por Rafaela Custódio Em 20/09/2019 às 21:25

O Criciúma perdeu mais um confronto na Série B do Campeonato Brasileiro. A derrota foi diante do Atlético-GO, por 1 a 0. O duelo foi disputado na noite desta sexta-feira, dia 20, no estádio Heriberto Hülse. O gol da partida foi marcado por Jorginho, aos 9 minutos do primeiro tempo. 

Com o resultado, o Tigre é o 18º e soma 23 pontos na competição nacional. Já o Dragão é o vice-líder do campeonato com 41. 

Primeiro tempo 

O Criciúma começou o duelo buscando o gol e trocando muitos passes no meio-campo. A primeira oportunidade tricolor veio logo no primeiro minuto de partida. Após boa jogada de Eduardo, o volante tocou para Foguinho que arriscou o chute de perna direita, mas o arremate saiu fraco e o goleiro Kozlinski fez a defesa. 

Quem não faz, leva

O Tigre estava com mais posse de bola e chegando mais ao ataque, porém sem êxito. Os visitantes chegaram duas vezes na área carvoeiro e balançaram as redes uma vez. A primeira chance parou nos braços do goleiro Bruno Grassi. O atacante Mike recebeu em profundidade, entrou na área e chutou, mas o arqueiro tricolor fez a defesa. O gol do Dragão saiu aos 9 minutos. Após cobrança de falta, a bola sobrou para Jorginho que chutou dentro da pequena área e abriu o placar. 

Em busca do empate 

Depois de sofrer o gol, o Tigre começou a buscar o empate ainda no primeiro tempo, porém sem êxito. A primeira chance foi em cobrança de escanteio. Mas a defesa do Dragão afastou o perigo. No lance seguinte, a bola sobrou para o Carlos Eduardo, o lateral-direito cruzou a bola na área, porém saiu pela linha de fundo. 

O Criciúma insistiu em bolas paradas e aos 28 quase abriu o placar com Sandro. Marlon cobrou falta, o zagueiro carvoeiro subiu mais que a zaga adversária e cabeceou, porém a defesa conseguiu novamente afastar o perigo. No rebote, Foguinho arriscou o chute, mas o volante pegou mal na bola, que passou longe do gol. 

Muitos passes, poucas ações 

Os donos da casa buscaram mais o ataque, mas sem qualidade no último passe, com isso, não conseguiu assustar a equipe adversária. Nos minutos finais do primeiro tempo, Foguinho recebeu de Vinicius e arriscou o chute de fora da área, mas a bola parou na zaga do Dragão. 

A primeira substituição do Criciúma veio aos 45. O volante Liel saiu machucado e entrou o atacante Andrew.

O último lance da partida foi do Atlético-GO. Os visitantes alçaram bola na área e Pedro Raul subiu mais alto que a defesa carvoeira e cabeceou no lado direito do poste de Bruno Grassi. A bola saiu pela linha de fundo. 

Nos primeiros 49 minutos, o Criciúma teve 59% de posse de bola e o Atlético-GO 41%. O tricolor chutou cinco vezes, uma ao gol, duas para fora e duas interceptadas. O Dragão também chutou cinco vezes e teve os mesmos números do Tigre.

Segundo tempo 

A etapa final de jogo começou movimentada por parte da equipe carvoeira. Os atletas tricolores voltaram para o segundo tempo buscando o empate. Porém, a defesa do Dragão venceu todos os duelos dentro da área. 

Aos 10 minutos, o Atlético-GO parou de se defender, foi ao ataque e quase ampliou o placar. Após cobrança de escanteio, o atacante Pedro Raul cabeceou e a bola passou próximo da trave esquerda do goleiro Bruno Grassi. 

A primeira chance de gol do Criciúma veio aos 17. Marlon cobrou falta direta, mas o goleiro Kozlinski fez a defesa no centro do gol. 

A segunda substituição do Tigre veio aos 18. O volante Caíque deixou o gramado para a entrada do meia-campista Daniel Costa. 

Aos 22, o camisa 10 tricolor quase empatou a partida. Andrew recebeu em profundidade, arrancou pela direita e sofreu falta próxima da área. Daniel bateu a falta direita e quase balançou as redes do goleiro Kozlinski, que apenas olhou o trajeto da redonda. 

A última substituição do Tigre veio aos 29. Saiu o atacante Léo Gamalho e entrou Lúcio Flávio. 

Pressão do Tigre nos minutos finais 

O Criciúma teve a oportunidade de empatar a partida aos 36. Após boa jogada no meio-campo, Daniel Costa entrou na área e cruzou para Vinicius. O atacante tirou do zagueiro e chutou no gol. O arqueiro Kozlinski espalmou a bola e a defesa afastou o perigo. 

No lance seguinte foi a vez de Lúcio Flávio arriscar. Após bola alçada na área, a redonda sobrou para o atacante que tentou o chute, mas mandou para fora. 

Aos 40, mais uma boa chance para o Tigre. Daniel Costa recebeu pela direita, entrou na área e cruzou rasteiro. A bola passou pela pequena área, mas o atacante Lúcio Flávio não alcançou a redonda, que saiu pela linha de fundo. 

Jogo aberto nos acréscimos 

Mesmo pressionando e jogando fora de casa, foi o Atlético-GO que quase balançou as redes. Pedro Raul recebeu na área e bateu forte, mas o goleiro Bruno Grassi espalmou para a linha de fundo. Na cobrança de escanteio, a defesa carvoeira afastou o perigo. 

A última oportunidade do jogo foi do Tigre. Daniel Costa cobrou escanteio e Derlan cabeceou, mas a bola subiu demais e saiu pela linha de fundo.

No segundo tempo, o Tigre teve 64% de posse de bola contra 36% do Atlético-GO. O tricolor chutou sete vezes na etapa final, sendo duas ao gol, duas para fora e duas interceptadas. Já o Dragão, três chutes, um ao gol, dois para fora. 

Ficha técnica para Criciúma x Atlético-GO 

Competição: Campeonato Brasileiro da Série B, 23ª rodada

Data: sexta-feira, dia 20 de setembro

Local: Estádio Heriberto Hülse 

Horário: 19h15

Público: 5295 torcedores

Renda: R$ 82.250

Arbitragem: O árbitro da partida foi Daniel Nobre Bins. Ele foi auxiliado por  Michael Stanislau e Luiza Naujorks Reis. Todos são do Rio Grande do Sul. 

Cartão amarelo: Liel (42’ 1ºT), Eduardo (9’ 2ºT)  (CRI); (Lucas Rocha 12’ 1ºT), Gilvan (21’ 2ºT), Nathan (34’ 2ºT), Jairinho (45’ 2ºT) (ATL)

Gol: Jorginho (9’ 1ºT) (ATL)

Criciúma: Bruno Grassi; Carlos Eduardo, Sandro, Derlan e Marlon; Liel, Eduardo, Foguinho e Caíque (Daniel Costa); Vinícius e Léo Gamalho (Lúcio Flávio).

Técnico: Waguinho Dias 

Atlético-GO 

Kozlinski; Jonathan, Lucas Rocha, Gilvan e Nicolas; André Castro (Nathan), Moacir (Pedro Bambu), Jorginho; Reginaldo (Jairinho), Mike e Pedro Raul.

Técnico: Wagner Lopes