InternetData CenterAssinante

Criciúma empata sem gols no Paraná e permanece na zona de rebaixamento

Tigre e Paraná se enfrentaram na manhã deste sábado, na Vila Capanema
Criciúma empata sem gols no Paraná e permanece na zona de rebaixamento
Foto: Divulgação / Paraná Clube
Por Rafaela Custódio Em 24/08/2019 às 13:08

O Criciúma empatou sem gols com o Paraná na manhã deste sábado, dia 24. O confronto foi válido pela 18ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Com o resultado no estádio Durival de Britto, o Tigre permanece na zona de rebaixamento da competição, em 18º, com 18 pontos, enquanto os paranaenses estão em 10º, com 25. 

O próximo duelo carvoeiro acontece na terça-feira, dia 27, às 20h30, contra o Oeste, no estádio Heriberto Hülse. Já o Paraná viaja até São Paulo para enfrentar o Botafogo, também na terça-feira. 

Primeio tempo

A partida começou com os donos da casa buscando o ataque e pressionando a equipe carvoeira. Com mais posse de bola nos minutos iniciais, o Paraná teve a primeira oportunidade do confronto aos 5 minutos. Itaqui cobrou falta direta e Luiz espalmou para a linha de fundo. Na cobrança de escanteio, a zaga tricolor afastou o perigo. 

A primeira chance do Criciúma no jogo foi aos 9. Os atletas carvoeiros adiantaram a marcação e Foguinho conseguiu roubar a bola da zaga adversária. A redonda sobrou para Léo Gamalho. O atacante chutou, mas parou no zagueiro do Paraná. No rebote, os catarinenses tiveram mais uma oportunidade, desta vez com Wesley. O volante também arriscou o chute, mas parou na defesa paranaense. 

Muitas ações, poucas chances de gols 

Até os 20 minutos, as duas equipes marcaram forte e trocaram diversos passes, mas não tiveram muitos lances de gol. Pelo lado do Criciúma, Wesley arriscou um chute de fora da área, mas Thiago Rodrigues fez a defesa. O Paraná respondeu com a mesma jogada. Rafael Furtado recebeu em profundidade e também arriscou o chute, porém, Luiz ficou com a bola. 

Maicon arrancou pela direita, tirou a marcação e cruzou na área, mas nenhum atacante tricolor alcançou a bola. No lance seguinte, Reinaldo recebeu em profundidade, entrou na área e chutou na saída do goleiro Thiago Rodrigues, mas o arqueiro fez a defesa. 

Criciúma cresceu no confronto

Mesmo jogando fora de casa, o Criciúma não se intimidou e partiu para cima do Paraná. O Tigre adiantou a marcação no meio-campo e ficou mais com mais posse de bola na partida. 

Aos 24, após boa troca de passes no meio-campo, Wesley tocou para Foguinho, que tentou o chute, mas errou a direção do gol, porém a bola sobrou para Reinaldo que cabeceou a bola e o goleiro Thiago Rodrigues fez a defesa. 

Com a boa marcação adversária, os atletas catarinenses buscaram o chute de fora como solução. Ao 26, o tricolor teve três oportunidades seguidas, todas de fora da área. A primeira chance veio com Daniel Costa, mas parou na defesa. No rebote, Léo Gamalho tentou e também parou na zaga e o terceiro arremate foi de Foguinho, que também não conseguiu furar a barreira do Paraná. 

TEMPO REAL: Acompanhe o minuto a minuto de Paraná x Criciúma

Lances polêmicos e reclamações para os dois lados

Após as chegadas do Criciúma, o Paraná também foi ataque. Rafael Furtado driblou o zagueiro carvoeira, entrou na área e caiu. Mas o árbitro não assinalou a penalidade. No lance seguinte, os donos da casa voltaram assustar, desta vez com João Pedro. O meia recebeu pela direita, ajeitou e chutou, mas a bola passou cima da meta de Luiz. 

Mesmo com as oportunidades criadas pelos donos da casa, foi o Criciúma que quase abriu o placar aos 32. O volante Foguinho recebeu no meio-campo, avançou e arriscou o chute, a bola passou próximo ao poste esquerdo do goleiro Thiago Rodrigues. 

No lance seguinte, o Tigre teve mais uma chance, mas desta vez a zaga conseguiu afastar o perigo. Os catarinenses avançaram com Foguinho, volante entrou na área e cruzou para Reinaldo, mas antes do atacante chegar na bola, a zaga afastou o perigo para a linha de fundo. 

Assim como os paranaenses, o Criciúma também reclamou de um pênalti não marcado. Após bate rebate na área, a bola sobrou para Caíque. O lateral-esquerdo chutou, mas a bola explodiu na zaga adversária. Os jogadores do Tigre reclamaram de toque de mão, mas o árbitro da partida não assinalou nada.

Segundo tempo 

A etapa final de jogo iniciou com os paranaenses buscando abrir o placar. Logo aos 3 minutos, Itaqui cobrou falta e Luiz espalmou para a linha de fundo. Já aos 7, foi a vez do Criciúma assustar o adversário. Daniel Costa cobra falta direta, porém, a bola passou por cima da meta de Thiago Rodrigues. 

O 2º tempo do confronto não foi diferente da etapa inicial. Muita movimentação e poucas chances de gols criadas. Com isso, o técnico Wilsão mexeu na equipe aos 21. Reinaldo deixou a equipe para a entrada do atacante Julimar com a camisa 39. 

O Tigre quase abriu o placar aos 29. A equipe catarinense trocou passes na intermediária e Daniel Costa recebeu dentro da área, limpou a marcação e tocou para Léo Gamalho. O atacante conseguiu tirar três marcadores e chutar rasteiro no gol, mas o goleiro Thiago Rodrigues fez a defesa. 

Caíque expulso e Tigre na defensiva 

O Criciúma estava buscando abrir o placar, mas o lateral-esquerdo Caíque fez uma falta no meio-campo em Rafael Furtado. O atleta carvoeiro recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Com a expulsão do lateral-esquerdo, o técnico Wilsão precisou novamente mexer na equipe. Carlos Eduardo entrou na vaga de Daniel Costa. 

Após a expulsão de Caíque, a equipe paranaense se lançou ao ataque. Aos 38, após cruzamento da esquerda, a bola sobrou para Rafael Furtado. O atacante chutou no gol, mas Luiz fez a defesa. No rebote, Jenison chutou em cima de Carlos Eduardo e depois Thales afastou o perigo. 

A última substituição do Criciúma veio aos 40. Deixou o gramado Léo Gamalho e entrou Pedro Bortoluzo. 

Tigre mantém o empate nos minutos finais 

Mesmo com um jogador a menos e jogando longe de casa, o Criciúma continuou firme na marcação e conseguiu manter o empate sem gols com o Paraná. Os donos da casa ameaçaram a equipe catarinense, mas em todos os lances pararam na defesa bem postada carvoeira. 

O último lance da partida veio aos 45. Éder cobrou lateral na área, Rafael Furtado escorou e Rodrigo Porto soltou a bomba. Mesmo perto do gol, ele chutou por cima da meta de Luiz. 

Ficha técnica para Paraná 0 a 0 Criciúma

Competição: Campeonato Brasileiro da Série B, 18ª rodada

Data: Sábado, dia 24 de agosto

Local: Estádio Vila Capanema

Horário: 11 horas

Público: 2526 torcedores

Renda: R$ 41.165

Arbitragem: O árbitro da partida foi Elmo Alves Resende Cunha. Ele foi auxiliado por Cristhian Passos Sorence e Edson Antonio de Sousa. Todos são de Goiás. 

Cartão amarelo: Caíque (41’1T), Eduardo (16’2T), Reinaldo (21’2T), Léo Gamalho (29’2T), Caíque (32’2T), Thales (46’2T) (CRI); Rodolfo (6’2T) e Jhemerson (48’2T)((PAR);

Cartão Vermelho: Caíque (32’2T) 

Gols: (27’ 2°T) 

Paraná: Thiago Rodrigues; Eder Sciola, Leandro Almeida, Rodolfo e Guilherme Santos; Luiz Otávio, Itaqui(Jhemerson), Alesson (Rodrigo Porto), João Pedro (Jenison) e Bruno Rodrigues; Rafael Furtado.

Técnico: Matheus Costa 

Criciúma: Luiz; Maicon, Thalles, Derlan e Caíque; Eduardo, Foguinho, Wesley e Daniel Costa (Carlos Eduardo); Reinaldo (Julimar) e Léo Gamalho (Pedro Bortoluzzo).

Técnico: Wilsão