InternetData CenterAssinante

Chance de rebaixamento do Criciúma acima dos 70%

Departamento de Matemática da UFMG aponta 71,8% de chances da queda carvoeira
Chance de rebaixamento do Criciúma acima dos 70%
Foto: Thiago Hockmüller/Arquivo Engeplus
Por Rafaela Custódio Em 14/10/2019 às 08:44

Com a derrota por 1 a 0 diante do Coritiba, o Criciúma ficará pelo menos mais uma rodada na zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro. O Tigre está em 18º, com 28 pontos, três atrás do Londrina, primeiro time livre da queda, mas com três vitórias a menos. A situação deixa o Criciúma com 71,8% de chances de cair, segundo o Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

O Tigre está entre os três times com maior chance de queda. Acima dele apenas o Figueirense, com 84,3%, e o São Bento, com 79,8%. Segundo os cálculos do departamento, a permanência na Série B pode ser garantida com 49 pontos. Ou seja, o time de Roberto Cavalo precisaria de sete vitórias nos dez jogos que restam. Nos últimos anos, porém, a nota de corte foi menor. Em 2018, o Oeste escapou com 46; em 2017, o Guarani se livrou com 44; em 2016, o Oeste evitou a queda com 41.

A saga do Criciúma contra o rebaixamento continua nesta semana com duas partidas em casa: na terça-feira, dia 15, contra o Vitória que tem 27.5% de chances de cair e na sexta-feira, dia 18, diante do CRB. Ambas as partidas estão programadas para às 19h15.