InternetData CenterAssinante

Para João Paulo, não dá mais para esperar as vitórias

Criciúma enfrenta o Juventude nessa terça-feira, dia 15, às 21h30 no Majestoso
Para João Paulo, não dá mais para esperar as vitórias
Foto: CAIO MARCELO/CEC
Por Rafaela Custódio Em 15/05/2018 às 08:39

O discurso no Criciúma não muda há cinco rodadas. São cinco derrotas consecutivas no Campeonato Brasileiro da Série B. Dessa vez, o atacante João Paulo afirma que o grupo de jogadores já vem conversando e sabe que precisa conquistar pontos. 

A chegada do técnico Mazola Júnior ao clube faz com que o grupo tenha um novo recomeço. Na visão do atacante, o Tigre precisa somar pontos. “Os jogadores estão devendo, assim como devemos para o Argel e agora com a chegada do Mazola a gente tem que começar a ganhar. Conversando com alguns atletas, a mentalidade nossa está de vencer terça-feira. Não dá para esperar mais”, ressalta. 

Na opinião de João Paulo, o novo técnico é mais tranquilo nos treinos em relação ao antigo comandante, Argel Fucks. “Cada técnico tem seu jeito. O Argel era mais cobrador, rude. O Mazola é mais tranquilo, gosta de chamar para conversar. São diferentes, sim”, relata. 

O atacante ainda considera que uma vitória mudará todo o ambiente e trará mais confiança ao grupo. “Uma vitória dará um animo totalmente diferente, acho que a confiança de muitos jogadores, assim como a minha voltará. A gente precisa ganhar. Aqui dentro de casa temos que jogar e vencer”, comenta. 

Jogo 

Criciúma e Juventude se enfrentam nessa terça-feira, dia 15, às 21h30, no estádio Heriberto Hülse, pela 6ª rodada da Série B. 

Para o confronto, o técnico Mazola Júnior precisará mexer na equipe. O meio-campista Elvis foi expulso após o término da derrota para o Guarani, na última terça-feira, dia 8. Já Sandro lesionado também não entrará em campo.

O time carvoeiro estará escalado com Luiz; Suéliton, Nino, Fábio Ferreira e Marlon; Liel, Jean Mangabeira, Eduardo e Alex Maranhão; João Paulo e Zé Carlos. 

Retrospecto 

As equipes já se enfrentaram em 28 confrontos. O Tigre conquistou nove vitórias, sete empates e 12 derrotas, marcando 32 gols e sofrendo 30.

Anúncio