InternetData CenterAssinante

Na estreia de Mazola Júnior, Criciúma conquista o primeiro ponto na Série B

Tigre empatou sem gols com o Juventude nessa terça-feira, dia 15, no Heriberto Hülse
Na estreia de Mazola Júnior, Criciúma conquista o primeiro ponto na Série B
Foto: Thiago Hockmüller
Por Rafaela Custódio Em 15/05/2018 às 23:29

O Criciúma novamente não apresentou bom futebol no Campeonato Brasileiro da Série B, mas somou o primeiro ponto na competição. O Tigre empatou por 0 a 0 com o Juventude na noite dessa terça-feira, dia 15, no estádio Heriberto Hülse, pela 6ª rodada. Com o resultado, a equipe carvoeira continua na zona de rebaixamento. O próximo compromisso do time carvoeiro será diante do Fortaleza, na terça-feira, dia 22, às 21h30, no estádio Castelão, em Fortaleza.

Primeiro tempo 

O Criciúma iniciou a partida trocando passes no meio de campo e buscando a meta de Matheus Cavichioli. A iniciativa quase deu certo logo aos 2 minutos com Eduardo. O volante fez tabela com Sueliton e chutou na meta do Juventude, mas o arqueiro fez a defesa. 

A primeira boa oportunidade de gol da partida foi dos visitantes, aos 11. Tony cobrou falta dentro da área, mas a zaga do Criciúma afastou o perigo. 

Os donos da casa buscaram abrir o placar pelas bolas paradas, mas em todas a defesa do Juventude afastou. Aos 18, o lateral-direito Sueliton cruzou, Jean Mangabeira disputou no alto e ganhou da zaga, porém, a bola ficou nas mãos de Matheus Cavichioli. A resposta dos gaúchos veio no lance seguinte. Choco recebeu na área, chutou forte e fez o goleiro Luiz realizar uma grande defesa. 

Aos 24, a equipe carvoeira trocou bons passes no meio-campo entre Zé Carlos e João Paulo, mas o zagueiro Fred cometeu falta no centroavante criciumense. Na cobrança, João Paulo arriscou direto e a bola passou por cima da meta. 

O Criciúma teve duas oportunidades para abrir o placar aos 26. A primeira chance foi com Alex Maranhão. O meio-campista cobrou falta da lateral do campo e obrigou o goleiro Matheus Cavichioli fazer uma grande defesa e espalmar para a linha de fundo. Na cobrança de escanteio, Maranhão colocou a bola na área, a defesa gaúcha afastou mal e no rebote, o lateral-esquerdo Marlon arriscou o chute, entretanto, a bola saiu. 

A equipe gaúcha voltou a rondar a área do Criciúma aos 35. César Martins cruzou rasteiro, mas Luiz afastou com os pés. O Juventude ficou a bola e a segunda chance, novamente com César Martins, que tocou para Tony que chutou rasteiro, porém, Luiz fez a defesa.

A última oportunidade do Tigre no primeiro tempo foi novamente na bola parada. A falta foi cobrada pelo lateral-esquerdo Marlon. Mas o defensor pegou mal e não levou perigo ao goleiro Matheus Cavichioli.

Etapa final 

O segundo tempo iniciou com as duas equipes errando passes no meio de campo e buscando estudar o adversário, mas sem assustar os goleiros.

A primeira oportunidade do Criciúma veio aos 7 minutos, com Alex Maranhão. O lateral-direito Sueliton cruzou e o meio-campista carvoeiro chegou livre dentro da área, mas errou o chute e perdeu uma grande chance de abrir o placar.

Aos 14, o Juventude teve a melhor chance da partida com Choco. O meio-campista recebeu em profundidade, entrou na área e chutou forte, mas Luiz fez grande defesa. No lance seguinte, os gaúchos tiveram mais uma oportunidade. Neuton recebeu de César Martins, mas o lateral ficou em dúvida e a bola ficou nas mãos do arqueiro carvoeiro.

O Juventude voltou a assustar o Criciúma aos 23. Após Liel perder a bola no meio-campo, Choco recebeu em profundidade e cruzou na área carvoeira, mas os atacantes gaúchos não acreditaram na jogada e não acompanharam a bola.

A equipe carvoeira tentou o gol novamente na bola parada, porém, sem êxito. O lateral-esquerdo Marlon cobrou a falta na área, mas o arqueiro Matheus Cavichioli fez a defesa. No lance seguinte, o Juventude quase abriu o placar. Fred colocou a bola na área e Diones cabeceou e a bola passou muito perto do travessão do goleiro Luiz, que só observou.

Aos 34, o Criciúma ficou com um jogador a menos na partida. O lateral-esquerdo Marlon foi expulso do confronto após pisar nas costas de Felipe Mateus.

João Paulo foi lançado por Nicolas, mas o atacante não alcançou a bola e Matheus Cavichioli fez a defesa. No lance seguinte, novamente bola na área gaúcha. Luiz Fernando cobrou escanteio, entretanto a zaga afastou.

O Juventude teve dois jogadores expulsos em dois minutos. O primeiro a deixar o jogo mais cedo foi Neuton. Depois de cometer falta em Andrew, o lateral-esquerdo recebeu o segundo cartão amarelo e, consequentemente, o vermelho. Já o segundo expulso foi Fred. O zagueiro gaúcho deixou o pé no rosto do atacante Andrew e recebeu o vermelho.

A melhor oportunidade do Criciúma na etapa final esteve nos pés de Eduardo, aos 45. O volante recebeu e chutou forte, porém, a bola passou perto da meta do goleiro Matheus Cavichioli.

O Criciúma ainda buscou o gol nos últimos minutos, mas a defesa do Juventude se manteve consistente e conseguiu segurar a equipe carvoeira.

Ficha técnica para Criciúma x Juventude

Data: Terça-feira, dia 15/05.

Local: Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma.

Horário: 21h30.

Público: 2.188 torcedores

Renda: R$ 42.890,00

Arbitragem: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza apitou o confronto, auxiliado por Anderson José de Moraes Coelho e Bruno Salgado Rizo. Todos paulistas.  

Cartões amarelos: Jean Mangabeira, Luiz Fernando, Sueliton, (CRI); Neuton; Tony, Bruninho, César, Jair (JU).

Cartões vermelhos: Marlon (CRI), Neuton e Fred (JU).

Criciúma

Luiz; Sueliton, Nino, Fábio Ferreira e Marlon; Liel, Jean Mangabeira (Luiz Fernando), Eduardo e Alex Maranhão (Andrew); João Paulo e Zé Carlos (Nicolas).

Téc: Mazola Júnior

Juventude

Matheus Cavichioli; César, Rafael Bonfim, Fred e Neuton; Bruninho, Jair, Choco (Maikinho) e Diones e Tony (Fellipe Mateus); Mamute (Guilherme Queiroz).

Téc: Julinho Camargo




 

Anúncio