InternetData CenterAssinante

'Até minha filha me cobra', afirma Zé Carlos, artilheiro do Criciúma no ano

Temporada do atacante é marcada por lesão e expulsões
'Até minha filha me cobra', afirma Zé Carlos, artilheiro do Criciúma no ano
Foto: Caio Marcelo / CEC
Por Heitor Carvalho Em 25/09/2018 às 18:44

Ainda que artilheiro do Criciúma com 8 gols na temporada, o atacante Zé Carlos está longe de lembrar aquele Zé do Gol de 2012, quando marcou 27 gols em 30 jogos disputados na Série B. Nesse ano de 2018 o jogador não está sendo muito lembrado por seus gols, mas sim por lesão e expulsões.

"Infelizente aconteceu algumas coisas na minha cirurgia, alguns erros meus. Eu assumo isso, sou consciente", afirma Zé Carlos. O objetivo do jogador agora não é voltar a ser artilheiro e sim conquistar vitórias. "Eu quero voltar a ajudar meus companheiros dentro de campo, pode ser com ou sem gol. O mais importante é que o Criciúma vença."

Passando a temporada a limpo, o jogador admite não estar feliz com a fase que vive. "Eu nunca estou feliz. Eu quero sempre estar fazendo o meu melhor." O atacante conta ainda que recebe inclusive muita cobrança de dentro de casa. "Até minha filha me cobra dizendo que eu não vou jogar e todo mundo está em campo''.

Na atual temporada o jogador disputou 22 partidas, marcando 8 gols e recebendo 3 cartões amarelos e 2 vermelhos.