InternetData CenterAssinante

Apesar de boas oportunidades, Tigre empata e mantém jejum de vitórias

Mais de dois mil torcedores estiveram no Majestoso para acompanhar Criciúma e Guarani
Apesar de boas oportunidades, Tigre empata e mantém jejum de vitórias
Foto: Rafaela Custódio
Por Bárbara Barbosa Em 28/08/2018 às 21:08

Uma partida sem gols. Esse foi o resultado do confronto entre Criciúma e Guarani na noite desta terça-feira, dia 28. Apesar de boas oportunidades e domínio de jogo, o futebol apresentado pelo Tigre no estádio Heriberto Hülse não foi capaz de tirar o placar da partida do 0x0. Com o resultado, o time carvoeiro mantém o jejum de vitórias na Série B do Campeonato Brasileiro.  

Com o empate, o Guarani entra no G-4 da competição. Já o Criciúma é 15ª colocado, com 26 pontos. O próximo compromisso do Tigre é na próxima terça-feira, dia 4 de setembro, diante do Juventude, longe de casa. 

1º Tempo

O Tigre começou com sede de vitória. Os primeiros lances de destaque do duelo foram do time tricolor. Já nos primeiros minutos de partida, Zé Carlos cruzou para Marlon Freitas, mas o volante pegou tarde a bola e cabeceou para fora. Aos 9 minutos, Feijão tocou para Zé Carlos que chutou direto para o gol. A bola acabou desviada por Fabrício e saiu pela linha de fundo.

O jogo começou a equilibrar e o Bugre conquistou novas chances na partida. Aos 26, o Guarani deu um susto no time tricolor. A bola passa na frente da meta, cruzada por Kelvin, mas ninguém apareceu para finalizar. Na sequência, os jogadores do Guarani pediram pênalti alegando que Sueliton puxou a camisa de Bruno Xavier.

Uma das melhores jogadas na partida veio dos pés de Marlon, aos 30 minutos. De fora da área ele chutou forte e a bola explodiu no travessão do goleiro Agenor. Apesar de o primeiro tempo ir se encaminhando para o fim, o Tigre não desistiu e tentou lances ao gol até o último minuto. Prova disso foi que aos 44 minutos, Zé Carlos tentou de calcanhar, mas a bola saiu pela linha de fundo.

2 º Tempo

A conversa no vestiário surtiu efeito para o Bugre que entrou disposto a abrir o placar. Já aos 11 minutos, Willian Oliveira passou para Bruno Mendes, na pequena área. O atacante mandou direto para o gol, mas a bola passou por cima da meta.

O time carvoeiro reagiu e buscou novos ataques na área dos visitantes. O primeiro lance de destaque para o Criciúma foi motivo para os jogadores pedirem por pênalti, no momento em que Patrick dividiu com Sueliton na área. O árbitro não teve o mesmo entendimento e mandou a bola rolar no Majestoso. 

O jogo seguiu morno até que aos 33, Marlon Freitas deixou o gramado de maca e o Criciúma passou a jogar com 10 atletas. Os jogadores do Bugre sentiram a fragilidade do time carvoeiro e aproveitaram o momento para atacar. Logo em seguida, aos 36, Rondinelly que entrou no lugar de Longuine bateu cruzado para Caíque. Belliato defendeu prontamente.

Mesmo com um jogador a menos, o Criciúma buscou abrir o placar no Majestoso, porém parou na defesa adversária. 

Ficha técnica Criciúma0x0 Guarani

Data: Terça-feira, dia 28 de agosto

Local: Estádio Heriberto Hülse

Horário: 19h15

Público: 2.319

Renda: R$ 42,290

Arbitragem: Caio Marques Augusto Vieira com auxílio de Gean Marco dos Santos e Vinicius Melo de Lima.

Cartão amarelo: Philipe Maia, aos 21’ do 1T; Liel aos 21' do 2T; William Oliveira aos 33', do 2T; Jeferson Nem aos 39' do 2T

Criciúma: Belliato; Sueliton, Marlon, Zé Carlos, Elvis (Alex Maranhão), Vitor Feijão (Patrick), Jean Mangabeira (Andrew), Liel, Marlon Freitas, Ronaldo, Nino.

Técnico: Mazola Júnior

Guarani: Agenor, Kevin, Philipe Maia, Fabrício, William Oliveira, Marcílio, Ricardinho (Fabrício Bigode), Jefferson Nem, Bruno Mendes (Caíque), Longuine (Rondinelly) e Bruno Xavier

Técnico: Umberto Louzer