navegue nos blocos da capa

Esportes

Tigre

Vitória que valeu invencibilidade e perda da voz

14
JUL
2017
| 23h56
23h56
Denis Luciano
Jornalista | Portal Engeplus
Escreva para a redação referente a esta matéria
Enviar mensagem

Este contato será envido de modo restrito para o jornalista.
Contribua com a matéria
Dúvidas, sugestões ou contribuições
Amanda Garcia Ludwig

São cinco vitórias, cinco empates e uma derrota, nove jogos de invencibilidade e aproveitamento de 60% no comando do Criciúma. Os números são incontestáveis a favor de Luiz Carlos Winck.

“Fico feliz demais mas nem falo muito na invencibilidade pois aumenta ainda mais a responsabilidade da equipe. Valeu mais pela questão dos três pontos. Encaramos um adversário forte com salários mais altos”, avaliou o técnico do Criciúma depois da vitória desta sexta, 1 a 0 sobre o Goiás. “Esse jogo foi mais difícil que o do Paysandu”, analisou.

Para Winck, o time não fez um bom na etapa inicial. “Erramos muitos passes, 25 no primeiro tempo”, observou. A troca de Douglas Moreira por Pitbull mudou o panorama. “Resolvi colocar o Pitbull para ter uma jogada de profundidade pela direita e com o Maranhão na bola parada”, ponderou.

Time e técnico desgastados

Outro fator evidenciado por Winck é o desgaste da equipe durante a partida. “Sentimos muito o desgaste, o Jocinei está sentido o ritmo, muito tempo sem jogar. Como o nosso meio não estava respondendo o Maranhão estava sentindo o primeiro tempo. O Maicon não foi tão bem no primeiro tempo quanto no segundo”, detalhou.

Winck perdeu a voz, o que resumiu a entrevista coletiva pós jogo. “Você está participando e instruindo o tempo todo. A equipe deles tem qualidade, eu estava orientando bastante a entrada pelos lados e por dentro. Procuramos suportar dentro do limite que temos”, justificou. 

Encheu a bola do Luiz

Individualmente, o técnico destacou o trabalho do técnico Luiz. “Também temos que ressaltar a qualidade do Luiz, como é bom ter um goleiro que transmite segurança para a equipe e o coletivo, todos procuraram dar sua parcela de contribuição”, expressou. 

O tempo será curto para o próximo compromisso. “Já vamos treinar neste sábado, no domingo viajamos para Minas Gerais, o negócio agora é descansar e ajustar o time”, afirmou. O goleiro Luiz, com o terceiro cartão amarelo, desfalcará o Tigre diante do Boa Esporte na terça-feira, em Varginha. O volante Barreto, o lateral Diogo Mateus e o atacante Silvinho voltarão de suspensão. “Vamos dormir em sétimo lugar com 20 pontos”, enalteceu.

Leia mais sobre: tigre, série b, luiz carlos winck
Fala Leitor
Se você possui uma sugestão de pauta, artigo ou um fato que deseja noticiar, entre em contato conosco pelo Fala Leitor.
imagens recentes no Portal
Os desafios e necessidades para o futuro do Rio MainaFestival de Ofertas Forauto terá food trucks e exposição de carros antigosÚltimos filmes de Piratas do Caribe perdem o fôlego, mas não estragam a franquiaA chance de Márcio Búrigo deixar o PPFestival de Corais mostra talentos na primeira noiteVozes do Show de Talentos cantam e encantam na primeira seletiva