navegue nos blocos da capa

Esportes

Tigre

Gustavo, Roberto e teto de R$ 30 mil nos planos

13
NOV
2017
| 09h32
09h32
Denis Luciano
Jornalista | Portal Engeplus
Escreva para a redação referente a esta matéria
Enviar mensagem

Este contato será envido de modo restrito para o jornalista.
Contribua com a matéria
Dúvidas, sugestões ou contribuições
Arquivo Engeplus

Ele pintou bem no Criciúma em 2016. Com 18 gols em 32 jogos na temporada, 11 gols em 18 partidas na Série B, logo o atacante Gustavo chamou a atenção do Corinthians. Foi para o clube paulista, mas não brilhou. Acabou emprestado ao Bahia e Goiás, a sua segunda equipe em 2017. Novamente sem grande destaque.

“Conversei com ele lá em Goiânia, está louco para voltar para o Criciúma”, contou o presidente Jaime Dal Farra, relatando uma conversa com o atacante na recente visita do Tigre ao Goiás pela Série B. Reserva no time goiano, Gustavo tem manifestado interesse em ser negociado e o Criciúma seria a sua preferência para 2018. “Mas dependemos do Corinthians, estamos tentando se possível que ele venha com os salários pagos, seria um grande reforço”, observou.

Mas tanto para a intenção de repatriar Gustavo quanto na ideia de trazer de volta o atacante Roberto, o Criciúma esbarra no mesmo problema: falta de dinheiro. Tanto que o teto salarial no elenco não deverá ultrapassar os R$ 30 mil. “É o que poderemos pagar. Claro que em algum caso extraordinário poderemos passar disso, mas não muito”, explicou o dirigente, atribuindo a medida à queda brutal de faturamento do clube.

Sobre Roberto, o presidente Dal Farra revelou o esforço que o clube vem fazendo para tentar tê-lo de volta em 2018. O atacante foi destaque na campanha tricolor na Série B em 2016 e transferiu-se para o Novorizontino, pelo qual fez bom Paulistão neste ano. Depois, foi disputar o Campeonato Brasileiro pelo Ceará, sem muito destaque. “Ele quer voltar, tem chance sim de o Roberto voltar”, completou.

Em contrapartida, o Criciúma dificilmente conseguirá ficar com os atacantes Lucão e Silvinho. “Os dois abriram muito mercado”, comentou Dal Farra. “O Lucão é o nosso artilheiro, e o Silvinho chamou a atenção de muita gente”, afirmou. No caso de Silvinho, ele está com propostas de quatro clubes da Série A. “A Ponte Preta quer e o Inter fez uma sondagem, estaria disposto a pagar até R$ 150 mil para ele”, disse o dirigente. “Mas vamos voltar a conversar com os dois”, relacionou, deixando no ar uma última e remota esperança em relação aos titulares do atual ataque tricolor.

Leia mais sobre: tigre, série b
Fala Leitor
Se você possui uma sugestão de pauta, artigo ou um fato que deseja noticiar, entre em contato conosco pelo Fala Leitor.
imagens recentes no Portal
Studio Voga promove a magia com Espetáculo Velha InfânciaA excelência dos vinhos da serra catarinense e da gastronomia à mesaNovos serviços ou até venda no futuro do ComplexoO alto risco de não ter TV no Catarinense 2018Tarde de orientação e prevenção aos agricultoresAlça do Anel Viário com asfalto só em 2018