InternetData CenterAssinante

Dinheiro público no futebol, e com lucro para a prefeitura

Dinheiro público no futebol, e com lucro para a prefeitura
Foto: Divulgação
Por Denis Luciano Em 19/07/2017 às 17:06

O Itumbiara foi sexto colocado no último Campeonato Goiano e acabou desclassificado na primeira fase do Brasileiro da Série D. Mesmo assim, não só manteve seu treinador como garantiu o emprego dele para a próxima temporada. “E agora que estamos sem calendário vou ficar observando jogadores, mapeando nomes e montando um banco de dados”, confirma, satisfeito, o conhecido Luizinho Vieira.

De Goiás, Luizinho traz uma experiência que vem fazendo a diferença no Itumbiara: a participação do poder público no futebol, com retorno para os cofres municipais. “A prefeitura compra 10 mil ingressos por jogo, a R$ 20 cada um, e distribui em troca de notas fiscais que as pessoas entregam. Isso mexe com o comércio local, aumenta a arrecadação de impostos e dá lucro para a prefeitura”, conta o treinador.

No modelo da campanha, designada Contribuinte Premiado, comprovantes de pagamentos de tributos municipais também são trocados por ingressos para jogos no estádio JK. No caso do IPTU, pagamento à vista rende três ingressos, e à prazo vale dois bilhetes. “Isso funciona muito bem e está levando bastante gente ao estádio”, comemora Luizinho.

A carreira do técnico

No Criciúma, Luizinho foi vice-campeão da Copa do Brasil Sub-20 em 2013 e comandou o time principal interinamente em dois jogos do Catarinense e três da Série A na reta final de 2014 e começou a temporada de 2015. “Chegamos em Itumbiara faltando vinte dias para começar o Estadual, ajeitamos o time e ficamos a dois pontos do quadrangular final”, detalha. Para 2018, a meta é chegar entre os quatro no Goiano. Aproveitando as férias com a falta de calendário do Itumbiara, o treinador está em Criciúma pelos próximos dias.