navegue nos blocos da capa

Esportes

Nova gestão

Após recesso e de presidente novo, FCF retoma atividades

Ex-Criciúma, Rubens Angelotti é o responsável por comandar a Federação Catarinense de Futebol

11
JAN
2017
| 19h39
19h39
Marcelo De Bona
Jornalista | Portal Engeplus
Escreva para a redação referente a esta matéria
Enviar mensagem

Este contato será envido de modo restrito para o jornalista.
Contribua com a matéria
Dúvidas, sugestões ou contribuições
Divulgação / FCF

Após o recesso de fim de ano e com presidente novo, a Federação Catarinense de Futebol (FCF) retomou as atividades na tarde desta quarta-feira. A entidade, sediada em Balneário Camboriú, depois do trágico desaparecimento de Delfim Pádua Peixoto Filho, passou a ser comandada por Rubens Renato Angelotti.

Natural de Curitiba (PR), Rubinho é empresário do ramo alimentício e reside há muitos anos em Criciúma. Aos 63 anos, Angelotti era o vice-presidente mais velho da FCF e assumiu o cargo até 12 de abril de 2019. A cerimônia de posse aconteceu no dia 8 de dezembro.

“Com o trágico acontecimento, coube a mim substituir o Delfim. Não esperava assumir a federação, principalmente dessa maneira. Mas vou administrar com bastante sabedoria e responsabilidade. Vou tentar fazer o meu melhor, ser bem atuante e deixar um legado para o futebol catarinense”, comenta Angelotti.

Ex-diretor de futebol do Criciúma, Rubinho está trabalhando na sede da FCF desde a última segunda-feira, dia 9, e vai se ambientando aos poucos ao seu novo cargo. “A minha gestão vai ser compartihada, bem democrática, aberta aos clubes. Não tenho a experiência do Delfim, então vou precisar da ajuda de todos”, ressalta.

Além de Angelotti, outro ex-dirigente do Criciúma faz parte da nova administração da FCF: Lédio D`Altoé. O novo Secretário Geral da Entidade é bancário, tem 57 anos, e já exerceu em três oportunidades cargos na direção do clube carvoeiro: 1986 a 1988, 2010 e 2013 a 2015.

Fim da Era DelfimDelfim Pádua Peixoto Filho estava na presidência da Federação Catarinense de Futebol (FCF) desde 1985. O dirigente máximo do futebol catarinense nas últimas décadas estava, como convidado, integrando a delegação da Chapecoense, e faleceu aos 75 anos.

Leia mais sobre:
Fala Leitor
Se você possui uma sugestão de pauta, artigo ou um fato que deseja noticiar, entre em contato conosco pelo Fala Leitor.
imagens recentes no Portal
A Cura não convence como suspense ou thriller psicológicoTorcida carvoeira sofre até o fim, mas comemora classificaçãoPúblico demais ou bilheterias de menos?No meio do mato, há uma calçadaVÍDEO: Cerâmica Elizabeth chegará a produzir 5 milhões de m² ao mêsUm espaço para a comunidade mostrar seu talento