navegue nos blocos da capa

Esportes

Nova gestão

Após recesso e de presidente novo, FCF retoma atividades

Ex-Criciúma, Rubens Angelotti é o responsável por comandar a Federação Catarinense de Futebol

11
JAN
2017
| 19h39
19h39
Marcelo De Bona
Jornalista | Portal Engeplus
Escreva para a redação referente a esta matéria
Enviar mensagem

Este contato será envido de modo restrito para o jornalista.
Contribua com a matéria
Dúvidas, sugestões ou contribuições
Divulgação / FCF

Após o recesso de fim de ano e com presidente novo, a Federação Catarinense de Futebol (FCF) retomou as atividades na tarde desta quarta-feira. A entidade, sediada em Balneário Camboriú, depois do trágico desaparecimento de Delfim Pádua Peixoto Filho, passou a ser comandada por Rubens Renato Angelotti.

Natural de Curitiba (PR), Rubinho é empresário do ramo alimentício e reside há muitos anos em Criciúma. Aos 63 anos, Angelotti era o vice-presidente mais velho da FCF e assumiu o cargo até 12 de abril de 2019. A cerimônia de posse aconteceu no dia 8 de dezembro.

“Com o trágico acontecimento, coube a mim substituir o Delfim. Não esperava assumir a federação, principalmente dessa maneira. Mas vou administrar com bastante sabedoria e responsabilidade. Vou tentar fazer o meu melhor, ser bem atuante e deixar um legado para o futebol catarinense”, comenta Angelotti.

Ex-diretor de futebol do Criciúma, Rubinho está trabalhando na sede da FCF desde a última segunda-feira, dia 9, e vai se ambientando aos poucos ao seu novo cargo. “A minha gestão vai ser compartihada, bem democrática, aberta aos clubes. Não tenho a experiência do Delfim, então vou precisar da ajuda de todos”, ressalta.

Além de Angelotti, outro ex-dirigente do Criciúma faz parte da nova administração da FCF: Lédio D`Altoé. O novo Secretário Geral da Entidade é bancário, tem 57 anos, e já exerceu em três oportunidades cargos na direção do clube carvoeiro: 1986 a 1988, 2010 e 2013 a 2015.

Fim da Era DelfimDelfim Pádua Peixoto Filho estava na presidência da Federação Catarinense de Futebol (FCF) desde 1985. O dirigente máximo do futebol catarinense nas últimas décadas estava, como convidado, integrando a delegação da Chapecoense, e faleceu aos 75 anos.

Leia mais sobre:
Fala Leitor
Se você possui uma sugestão de pauta, artigo ou um fato que deseja noticiar, entre em contato conosco pelo Fala Leitor.
imagens recentes no Portal
Mais torcida do Inter, mais dinheiro para o TigreNa última vez, Beto Campos foi campeão contra o InterBoas notícias para o futuro do RincãoSebrae abre as portas para novos negócios na feiraTurismo de eventos e negócios em pautaSicredi inaugura nova agência com horário de atendimento ampliado