InternetData CenterAssinante

Modelo europeu na gestão do futebol do Próspera

Time da Raça apresentou oficialmente diretor e coordenador técnico
Modelo europeu na gestão do futebol do Próspera
Foto: Marcelo de Bona
Por Marcelo De Bona Em 09/03/2016 às 12:15

Em contagem regressiva para voltar ao futebol profissional, o Próspera está finalizando a montagem da sua comissão técnica. Os primeiros dois nomes confirmados pelo Time da Raça são: Walter Gama e Ruddy Flores, coordenador técnico e diretor técnico, respectivamente.

“Sou o técnico, vou ficar na beira do campo, mas vamos usar a nomenclatura europeia: diretor técnico. Vamos modernizar neste retorno implantando esse novo modelo de gestão no futebol brasileiro. O Walter Gama será o coordenador técnico, e teremos mais três técnicos adjuntos, que devem ser aqui da cidade”, destaca Ruddy Flores.

De acordo com o diretor técnico, a sua vinda para o estádio Mário Balsini surgiu em função de uma longa amizade com o presidente do clube, Dorval Arriola. “Somos de Uruguaiana, e amigos desde a adolescência. Ele foi meu auxiliar técnico no Grêmio Osasco. Acompanho a luta dele para levantar o Próspera e isso me sensibilizou. A ideia é montar um time forte para disputar a Série C. Estou motivadíssimo e muito feliz com esse desafio, mesmo sabendo que estamos largando praticamente do zero e que será um trabalho a longo prazo”, comenta.

O laço de amizade formado dentro do futebol também foi responsável pela vinda de Walter Gama ao Time da Raça. O coordenador técnico do Próspera fez carreira no interior paulista jogando como zagueiro por 11 anos. Em seguida cursou Educação Física, fez Pós-Graduação, Mestrado e Doutorado na USP voltado ao futebol.

“Trabalhei por 15 anos como professor universitário na área de futebol. Depois me aposentei e fui ser coordenador técnico da Lousano Paulista de Jundiaí, que foi o primeiro clube-empresa do país. Na ocasião, o Ruddy era gerente de futebol, trabalhamos juntos por dois anos e subimos o time para a primeira divisão. Conheci o Dorval também no meio do futebol, ficamos amigos. Aceitei esse desafio, temos a perspectiva de fazer um trabalho muito bom no Próspera, mas a longo prazo”, ressalta Gama.

Além da grande experiência na área acadêmica, Walter Gama tem como principal diferencial a sua experiência internacional. Gama foi auxiliar de Renê Simões na Seleção da Jamaica de 1994 até a disputa da Copa do Mundo de 1998, na França.

“Trabalhei também por dois anos em Antígua e Barbuda. Em 2012 voltei à Jamaica como diretor técnico e fiquei até 2013. Fui responsável por todas as categorias de base, tanto masculino como feminino. Com essa minha experiência internacional nós estamos tentando dar uma dimensão mais ampla nesse projeto do Próspera, para poder preservar um pouco a carreira do técnico de campo. No Brasil, a cada rodada, praticamente, cai um técnico. A mudança na nomenclatura, utilizando esse modelo europeu, traz um fruto muito bom. Como coordenador técnico terei a missão de alinhavar todo o desenvolvimento do futebol, desde as escolinhas, as categorias de base, até o profissional”, informa Gama.       

Parceria com o Roma para as categorias de base

O Próspera está alinhavando uma parceria com o Roma para as categorias de base. O projeto para vincular o Time da Raça ao clube italiano surgiu por intermédio do ex-goleiro, Doni, que já comanda uma escolinha do Roma, em Ribeirão Preto (SP). “A parceria está iniciada. Agora vai ser marcada uma reunião e alguns representantes do Roma devem vir conhecer a estrutura do Próspera”, revela Walter Gama.   

Mais sobre Ruddy Flores

Ruddy Flores foi centroavante nos seguintes times: São José (RS), Aimoré (RS), XV de Piracicaba (SP), Mirassol (SP) e Friburguense (RJ) e Vitória de Guimarães (Portugal). Em 1999 iniciou o trabalho fora das quatro linhas como gerente de futebol do Sport Recife (PE), em seguida passou pelo Lousano (SP), Paulista de Jundiaí (SP) e Velo Clube (SP).

Trabalhando como técnico, Ruddy Flores acumula passagens pelo Grêmio Osasco (SP), Portuguesa Santista (SP), Independente de Limeira (SP) e Campinas (SP). 

Mais sobre Walter Gama

Walter Gama foi zagueiro dos seguintes times: Internacional de Limeira (SP), América de Rio Preto (SP), Comercial de Ribeirão Preto (SP), União Barbarense (SP), Rio Claro (SP) e Velo Clube de Rio Claro (SP).

Após encerrar a carreira de jogador, Gama atuou como dirigente, técnico, auxiliar técnico e preparador físico em diversos clubes, como: Lousano Paulista (SP), Figueirense, Botafogo de Ribeirão Preto (SP), Grêmio São Carlense (SP), Seleção da Jamaica, e Antígua e Barbuda.