InternetData CenterAssinante

Luizinho Vieira exalta luta de seus comandados

“O time está de parabéns pelo comprometimento e pela busca incessante pelo título”, destaca técnico do Sub-20 do Tigre
Luizinho Vieira exalta luta de seus comandados
Foto: Marcelo de Bona
Por Marcelo de Bona Em 20/11/2013 às 21:21
Faltou pouco para a torcida tricolor gritar é campeão. No placar dos dois jogos decisivos da Copa do Brasil Sub-20 Criciúma e Santos ficaram no empate em 3 a 3, mas o título acabou ficando com o Peixe em função de ter marcado um gol na casa do adversário. Após o final da partida disputada na noite desta quarta-feira no estádio Heriberto Hülse, o técnico do time júnior do Criciúma, Luizinho Vieira, lamentou a perda do campeonato, mas exaltou a luta dos seus comandados.  

“O time teve uma postura muito boa, fez uma boa partida. Claro que o Santos procurou se fechar e sair nos contra-ataques, até por ser sabedor que um gol aqui nos representaria muita dificuldade, e foi o que aconteceu. No detalhe do futebol, em uma bola parada, até não sei se ele não foi cruzar, era uma bola muito distante. Mas o futebol é isso, você tem que estar ligado durante os 90 minutos. Mas o meu time está de parabéns pelo comprometimento e pela busca incessante pelo título. Não deu, mas a equipe fez um jogo muito bom”, avalia Luizinho Vieira.

Além do gol sofrido logo no início da segunda etapa, o técnico do Sub-20 do Criciúma aponta a expulsão do zagueiro Fernando como um fator preponderante para a sua equipe não conseguir o placar o necessário. “Não entendi por que ele expulsou o Fernando. A bola estava em jogo e ele chutou em cima do adversário. Não tinha motivo para expulsar o Fernando, o árbitro poderia até chamar a atenção do jogador. A expulsão mudou totalmente o jogo. Mas mesmo com um jogador a menos procuramos ser agressivos e por detalhes não conseguimos o título. O regulamento da Copa do Brasil é esse. No placar agregado foi 3 a 3, a diferença foi o gol que eles fizeram aqui”, pontua o técnico tricolor.