InternetData CenterAssinante

O Tigrão voltou

Beneficiado pelo empate entre São Caetano e Goiás, o Criciúma garantiu seu retorno à Série A
O Tigrão voltou
Por Marcelo de Bona Em 17/11/2012 às 18:40
 Enfim a torcida tricolor pôde comemorar o tão sonhado retorno do Tigre à elite do futebol nacional. Mesmo não apresentando um grande futebol, o Criciúma segurou o empate em 0 a 0 com o Atlético Paranaense. No entanto, o que fez a galera tricolor vibrar na tarde deste sábado no estádio Heriberto Hülse foi o empate entre São Caetano e Goiás. Beneficiado pelo resultado o Criciúma garantiu o seu retorno à Série A do Campeonato Brasileiro e pôs fim a angustia vivida pela torcida tricolor.

Logo no inicio da partida Éric cobrou falta na área e Matheus Ferraz de cabeça quase abriu o placar para o Tigre. Aos 7 minutos Matheus Ferraz conseguiu balançar a rede da equipe paranaense, mas o gol de cabeça do defensor foi anulado por impedimento. Nos minutos seguintes o jogo seguiu cadenciado, com as duas equipes criando poucas situações de perigo. Mesmo tendo Válber e Kleber no time, o setor de criação tricolor pouco funcionou, com o time insistindo por diversas vezes nas bolas alçadas na área, porém sem sucesso. A melhor chance do Tigre, antes do final da primeira etapa, aconteceu em uma cobrança de falta de Zé Carlos na entrada na área, obrigando o goleiro Santos a realizar a defesa em dois tempos.

No começo da segunda etapa Felipe fez boa jogada pela direita, e na sequência cruzou a bola que passou por toda a extensão da área tricolor, deixando a torcida do Criciúma apreensiva. Enquanto a torcida tricolor vibrava com o gol de empate do Goiás, em São Caetano do Sul, Elias fez boa jogada e rolou para Marcão que perdeu grande chance embaixo da trave. O time paranaense permaneceu levando perigo a meta do goleiro Michel Alves. Aos 18 minutos, Elias soltou uma bomba da entrada da área, mas o gol foi evitado por Matheus Ferraz que se atirou na frente da bola e tirou de cabeça. Um minuto depois Marcelo chutou forte e o camisa 1 do Tigre fez boa defesa.

Aos 24 minutos, a torcida tricolor ficou na torcida e o goleiro do Goiás defendeu um pênalti do São Caetano, enquanto isso no Majestoso, Matheus Ferraz livrava o Criciúma de tomar o gol. A torcida do Tigre pode enfim soltar o grito de Série A aos 35 minutos de jogo, mesmo sem o time marcar gol a galera tricolor foi ao delírio quando a partida entre São Caetano e Goiás foi encerrada em 1 a 1. Com o resultado, o Criciúma garantiu o seu retorno a elite do futebol nacional independente do placar final no estádio Heriberto Hülse. O resto do jogo no Majestoso serviu apenas como contagem regressiva para a galera tricolor fazer a festa que ganhou as ruas de Criciúma e região.

No próximo sábado o Tigre se despede do Campeonato Brasileiro da Série B enfrentando o Avaí, às 16h20min, no estádio da Ressacada, em Florianópolis. Com uma derrota do Goiás diante do Joinville, em Goiânia, e uma vitória do Tigre na capital do estado o Criciúma ainda poderá garantir o bicampeonato da Série B.

Ficha técnica: Criciúma 0 x 0 Atlético Paranaense

Local: Estádio Heriberto Hülse
Horário: 16h20min
Público: 16.540
Renda: R$ 339,3 mil
Arbitragem: Márcio Chagas da Silva (RS) auxiliado por Carlos Henrique Selbach (RS) e Rafael da Silva Alves (RS)
Cartões amarelos: Luiz Alberto, Felipe (Atlético Paranaense)

Criciúma
Michel Alves; Éric, Matheus Ferraz, Ozéia e Marlon; França, Fransérgio (Elias), Kleber e Válber (Gilmar); Lins (Douglas) e Zé Carlos
Técnico: Paulo Comelli

Atlético Paranaense
Santos; Maranhão, Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho; Deivid, João Paulo, Elias (Paulo Baier) e Felipe (Henrique); Marcão e Marcelo
Técnico: Ricardo Drubscky

Assista o vídeo também no canal do Portal Engeplus no Youtube: