InternetData CenterAssinante

Atelier da Jacque: desenvolvendo artesanato com biscuit; são mais de 100 opções

Jacqueline da Silva Canorin atua há 20 anos com decorações para casa
Atelier da Jacque: desenvolvendo artesanato com biscuit; são mais de 100 opções
Foto: Thiago Hockmüller/Portal Engeplus
Por Rafaela Custódio Em 30/07/2021 às 11:13

Massa de modelar. Esta pode ser a definição para muitas pessoas sobre biscuit. O produto é produzido a partir da mistura de amido de milho, cola branca para porcelana fria e conservantes, como limão ou vinagre e vaselina. É a partir dessas combinações que Jacqueline da Silva Cadorin, de 52 anos, produz mais de 100 peças para decoração de casas. São mais de duas décadas atuando com biscuit e o amor pelo artesanato cresce dia após dia. Natural de Porto Alegre, ela mora em Criciúma desde os 14 anos. 

Moradora do bairro Jardim Maristela, ela possui um atelier e atua com produtos recicláveis e biscuit. Sua missão é decorar casas com seus artesanatos. “Conheci o biscuit em uma exposição no shopping há mais de 20 anos e me interessei. Na época, comprei revistas e procurei como trabalhar com os produtos. Desde então comecei a produzir e, ao longo do tempo, fui me aperfeiçoando, criando técnicas, desenvolvendo habilidades e buscando fazer mais peças, que são sempre únicas. Nunca faço um produto igual ao outro. Sempre há um detalhe diferente”, destaca. 

Jacqueline conta que sempre trabalhou no comércio e atuava com o biscuit por encomendas, porém, no último ano, começou a se dedicar exclusivamente ao trabalho. Ela montou um espaço em sua casa e, com a ajuda de toda a família, está fazendo o empreendimento crescer ainda mais. “Minha filha Amanda da Silva Cadorin cuida das redes sociais, das fotos. Meu filho Rafael da Silva Cadorin também ajuda nas entregas. Todos me incentivam bastante e me dão suporte para continuar”, comenta. 

Evolução 

A artesã conta que há 20 anos ela mesma produzia a massa, porém hoje já existe pronta. “A vontade de trabalhar com artesanato já vem de família. Meu pai também gostava. Ele produzia carrinhos, por exemplo. Quando criança, eu brincava bastante com argila”, conta. 

“Me dedico exclusivamente ao artesanato. Amo meu trabalho e sou feliz em produzir as peças para decorações”.
Jacqueline da Silva Cadorin
———————

Ela ainda relata que está fazendo cursos e expandindo seu trabalho. “Estou sempre em busca de aprender algo novo, seja com uma técnica ou um produto. Me dedico às decorações de casas. São mais de 100 peças e com variedades de cores e modelos”, explica. 

Jacqueline ainda ressalta que suas peças também são vendidas na área central de Criciúma. “Os clientes podem fazer encomendas ou também nos procurar na Praça Nereu Ramos, pois estamos alguns dias da semana no local”, detalha. 

“Ela faz tudo com amor” 

Amanda da Silva Cadorin, de 20 anos, ajuda a mãe com as redes sociais e fotos, mas também auxilia no dia a dia, seja com motivação ou até mesmo nas entregas. “Não é apenas uma peça de biscuit. É algo único, uma decoração para uma casa. Com certeza, melhora o ambiente de uma família. Vejo a dedicação diária dela, pois ela faz tudo com amor”, observa. 

Segundo Amanda, clientes possuem peças produzidas há 20 anos. “É um produto duradouro. Temos relatos de pessoas próximas que possuem um produto da mãe ainda do início da carreira”, revela. 

Quer conhecer mais o trabalho de Jacqueline? Clique aqui e confira as redes sociais. O telefone para encomendas é (48) 9968-6816.