InternetData CenterAssinante

Coisas de Maiara: de uma renda extra ao sustento de famílias

Proprietária da loja começou a trabalhar com vendas de roupas ainda na faculdade
Coisas de Maiara: de uma renda extra ao sustento de famílias
Foto: Rafaela Custódio
Por Rafaela Custódio Em 26/11/2018 às 10:00

A loja Coisas de Maiara, localizada na área central de Criciúma, é o maior sucesso entre o público feminino. Com mais de 30 mil seguidores nas redes sociais, o empreendimento existe há quatro anos.

O nome da loja faz referência a proprietária Maiara Réus Fressa, de 29 anos. Formada em moda, Maiara começou a vender roupas ainda na faculdade, isso porque ela queria uma renda fixa, já que trabalhava em uma contabilidade meio período. No início, as vendas eram apenas para colegas de sala de aula e pessoas próximas, mas a renda extra começou a virar sua principal renda e a empreendedora viu que poderia expandir ainda mais seu próprio negócio.

“Trabalhava apenas meio período na contabilidade e recebia um salário de R$ 400. Era pouco e o dinheiro não dava para nada. Comecei a pensar em maneiras de ganhar um extra. Juntei dinheiro e fui para São Paulo, mas foi algo bem inusitado, porque eu não tinha segurança nenhuma que daria certo, eu arrisquei. Na primeira viagem, fui com R$ 1.300, trouxe as peças e vendi tudo. Fiquei muito surpresa e resolvi voltar. Foi algo inesperado, mas que deu certo”, lembra.

Maiara recorda que quando entrou na faculdade de moda, pensava em ser estilista ou trabalhar com confecção. Mas ao longo dos semestres as coisas foram mudando. Ela ainda conta que ao final da escola superior, abriu a loja. “Nunca imaginei abrir uma loja, nunca imaginei ter funcionárias, foi consequência de um trabalho. Hoje, espero abrir mais filiais, tentar abrir um empreendimento em outras cidades da região. Muitas clientes pedem que eu comece a trabalhar com roupas masculinas, outras pessoas pedem uma loja maior. São pontos que penso todos os dias, mas assim como está sendo os dias, é um passo de cada vez”, declara.

Atualmente, Maiara tem quatro funcionárias, mas nem sempre foi assim. “Quando vendia roupa na faculdade, era só eu. Aí abri a loja e uma amiga, Carol Demétrio, me ajudou muito, ela era meu braço direito. Com muito esforço, o empreendimento foi crescendo e, atualmente, trabalhamos em cinco na loja. Consigo viajar e ainda ter quatro meninas na loja”, ressalta. Maiara ainda comenta que ter quatro funcionárias é um sinônimo de trabalho. “Não comecei com todas, comecei sozinha. Acredito que esse foi o diferencial. Tem muita gente que quer abrir seu negócio e já quer ter funcionários. Acredito que as primeiras rendas precisam ser para o negócio e não para pagar funcionários. É preciso saber onde você quer chegar e depois dar o primeiro passo”, acrescenta.

Placa com diversos pensamentos e realidade

A loja Coisas de Maiara tem diversos atrativos. Além de um lugar aconchegante, com diversas peças de roupas, quadros, sofás, flores, um detalhe chama a atenção de quem passa pela rua Coronel Pedro Benedet: os quadros com frases reflexivas e também divertidas.

“Dos 1.440 minutos do dia, quantos você passa cuidando de você?”, “confiança sempre será seu melhor vestido”, “hoje vai dar tudo certo”. Essas e outras frases chamaram atenção da moradora Gilda Benedett. “Desde que lançaram a loja, eu venho aqui e comento sobre as frases. Me chama muita a atenção às mensagens. Fui professora e sempre gostei de discursos reflexivos. Essas placas fazem a diferença no dia de qualquer um e também no meu. Gosto muito e venho sempre aqui comentar com as meninas”, afirma.

Gilda ainda explica que não gosta das frases em inglês. “Tem dias que elas põem frases em inglês ou sobre promoções, eu desaprovo, mas a maioria das vezes eu faço uma reflexão sobre as mensagens. Gosto muito da atitude da Maiara”, comenta.

Maiara explica que as frases em uma placa surgiram de uma viagem. “Fora do país, muitos restaurantes utilizam placas com os cardápios ou com o prato do chef do restaurante e como a minha porta não é na frente da loja, eu precisava que o público visse onde ficava a entrada do estabelecimento. Então, pensei em utilizar a placa com frases para chamar a atenção do público”, conta.

A empreendedora ainda cita que todos os dias utiliza uma frase diferente. “Sempre linco as frases com o dia a dia. Se tem chuva ou sol ou se tem alguma data festiva. Também ponho sobre promoções da loja. São diversas frases que escrevemos”, observa.

Coisas de Maiara

A loja é cheia de detalhes, mas não são apenas decorações. Cada objeto decorativo do empreendimento foi pensado e planejado. “Sempre quis que as pessoas se sentissem em casa. Queria que as pessoas olhassem um sofá e ficassem a vontade para sentar, por exemplo. Nunca quis uma loja toda branca, que minhas clientes entrassem e pensassem que não poderiam tocar em nada. Meu objetivo sempre foi, e sempre será, que as pessoas se sintam em casa”, relata.

Maiara viaja frequentemente para São Paulo e busca trazer sempre novidades. “Acredito que o mais difícil de manter uma loja é deixar as clientes satisfeitas com as peças. Viajo uma semana sim e outra não e busco estar sempre ligada nas tendências para que minhas clientes estejam satisfeitas”, observa.

Atualmente, a loja Coisas de Maiara busca agradar público de todas as idades. “No início, as roupas eram para as jovens, mas hoje não. Tenho peças de todas as idades e estou buscando agradar todas as pessoas. Tenho clientes de 70 anos e isso realmente faz a diferença”, finaliza.

Os interessados em conhecer a loja poderão entrar em contato por meio do Instagram ou do Facebook e também pelo telefone (48) 9.9831-8621. A loja está localizada na rua Coronel Pedro Benedet, 159, Sala 02, na área central de Criciúma.