InternetData CenterAssinante

Instituto do Meio Ambiente de cara nova em Criciúma

Após reforma e ampliação, sede do IMA será reinaugurado nesta quarta-feira, dia 25
Instituto do Meio Ambiente de cara nova em Criciúma
Foto: Divulgação
Por Heitor Carvalho Em 22/10/2018 às 22:01

Com elementos que representam o meio ambiente, a sede do Instituto de Meio Ambiente (IMA) de Criciúma será reinaugurada nesta quarta-feira, dia 25. A reforma e ampliação do local que atende ao todo 27 municípios do Sul de Santa Catarina começou em novembro do ano passado.

O IMA é a antiga Fundação do Meio Ambiente, que desde o final do ano passado, após aprovação de projeto de lei, passou a ser uma autarquia. A mudança teve como objetivo dar mais autonomia para o órgão ambiental. “É uma grande vitória e uma valorização para todos os servidores do órgão. A partir de agora, começamos uma transformação para uma nova fase, para tornar os processos mais ágeis, dar resposta mais rápida para a sociedade e fazer uma gestão efetiva do meio ambiente do Estado”, declarou o presidente da Fatma, Alexandre Waltrick Rates, em 6 de dezembro de 2017.

Para o arquiteto responsável pelo projeto, Fabrício Caporal Minatto, é imprescindível a presença de elementos que remetam ao meio ambiente em órgão ambiental. “Acredito que o jardim vertical logo na entrada do IMA já mostra que aqui o meio ambiente vem em primeiro lugar”, afirma.

Na opinião do gerente regional de Meio Ambiente, Filipe Barchinski, a nova sede é muito mais do que uma ótima estrutura. “O IMA precisava de uma sede do tamanho da importância que tem para os municípios da Amrec e Amesc”. Com a nova estrutura, novos projetos serão colocados em prática. “Estamos diariamente buscando desburocratizar os processos, modernizá-los e com certeza esse espaço vai colaborar para isso, aqui vamos trabalhar com capacitação, além de oferecer sempre que possível o ensino da educação ambiental”.

Com aproximadamente 550m² a estrutura de dois pavimentos conta com sete salas e um auditório, além de sistema de captação de água da chuva e valorização da iluminação natural. A reforma e ampliação do espaço custou R$ 800 mil. “Desse valor, R$ 500 mil foram conseguidos por meio de compensação ambiental, R$ 100 mil por conversão de multa e R$ 200 mil da iniciativa privada”, ressalta Barchinski.

A inauguração da sede reformada e ampliada do Instituto de Meio Ambiente, antiga Fatma, acontece nesta quarta-feira, dia 25, às 19h30, na rua Dr. José de Patta, no bairro Centro, em Criciúma. No dia seguinte, dia 26, o atendimento acontece normalmente na nova sede, das 12h às 19 horas, de segunda a sexta-feira.