InternetData CenterAssinante

Principais desafios de quem está começando um negócio

Assuntou norteou o primeiro episódio do AJE Talks, o podcast da AJE Criciúma
Por Heitor Carvalho | AJE Criciúma Em 08/09/2020 às 09:00

Se você clicou para ler essa coluna esperando ver uma lista com os principais desafios, sinto lhe informar que não será dessa forma que o conteúdo será passado. Mas você pode fazer o seguinte, ler essa postagem e caso ela te faça querer mais, aí então você assiste ao vídeo no YouTube ou escute o AJE Talks - o podcast da AJE Criciúma no Spotify, que no primeiro episódio trata sobre esse assunto: Os principais desafios de quem está começando um negócio.

Estão postos a mesa e frente aos microfones e a câmara para tratar sobre o tema: Jean Coral, advogado, sócio do escritório Marcomim Advocacia e vice-presidente da AJE Criciúma, Felipe Motta, médico e sócio da Rede Med Sul, Arthur Zanatta, economista, técnico em Sistema de Informação e sócio da ZRX Resultados Empresariais e fechando a mesa, mais um advogado, Luiz Otávio Fontana Baldin, sócio da Baldin Mello Advogados.

Até chegar ao ponto de falar, Zanatta ouviu muito. “Ouvir muito e falar pouco. Isso tem que estar na cabeça de quem quer começar algo. Se começa ouvindo, lendo, estudando, se qualificando, para estar capacitado para atender o cliente”, completando a linha de raciocínio, Baldin acrescenta o quanto é preciso que o empreender seja trabalhado em todas as esferas, "até dá de terminar a faculdade, pegar o diploma e começar um negócio, mas precisamos aprender a empreender, e é preciso que esse incentivo comece lá trás”.

A busca pela qualificação é necessária, assim como o planejamento, mas tudo tem um limite, é preciso tirar o projeto do papel. “É no tirar do papel, no pôr em prática que mostramos o nosso diferencial, por exemplo, hoje qualquer negócio tem que focar em atendimento personalizado, independente da área de atuação”, conta Motta, que lembra que a concorrência nunca será um empecilho, “enquanto eu estiver oferecendo o melhor disponível para o meu cliente, não tem como a concorrência tirar ele de mim”.

A conversa não parou por aí, foi muito além, falou sobre experiência com eventos realizados pela AJE Criciúma, sobre o mundo das vendas, do marketing e até mesmo de prática esportiva. “É possível empreender e viver, as vezes isso parece impossível mas não é, o que precisa ser feito é alcançar um equilíbrio e geralmente o esporte faz parte disso, é através dele que muitos extravasam, relaxam e por aí vai”, afirma Coral, que foi o responsável por intermediar o bate-papo e apresentar o primeiro episódio do podcast AJE Talks.

Ficou interessado na conversa? Quer saber qual foi o final dessas histórias? Então dá um play aí!

Redes Sociais da AJE Criciúma: