InternetData CenterAssinante

Ciclovia entre Caravaggio e Nova Veneza está no projeto de Rogério Frigo

Candidato também deseja fazer uma rua coberta no município
Ciclovia entre Caravaggio e Nova Veneza está no projeto de Rogério Frigo
Foto: Divulgação
Por Redação Engeplus Em 29/09/2016 às 18:51

O candidato à prefeitura de Nova Veneza Rogério Frigo (PSDB) e seu vice Zé Spilere (PSD) pretendem executar projetos inovadores caso sejam eleitos. Duas das principais propostas são a construção de uma ciclovia ligando Caravaggio a Nova Veneza e a cobertura da rua Nicolau Pederneiras com o objetivo de criar uma área gastronômica e turística. “Pensamos nas pessoas que praticam o ciclismo, mas também pensamos em um acesso para que pedestres possam fazer este trajeto. A rua coberta seria inspirada na rua de Gramado (RS). O trânsito pesado será proibido ali, e os estabelecimentos poderão atender melhor seu cliente, com tranquilidade e qualidade”, afirma Rogério.

A dupla também pretende fomentar o turismo religioso, que já tem força no distrito de Caravaggio. “Queremos repaginar a praça para que o turista permaneça no local com sua família durante todo o dia. Vamos fazer um pórtico de entrada e uma rótula que dará acesso ao parque industrial Jerônimo Spilere. Também vamos voltar a florir Nova Veneza com o símbolo da cidade, a alamanda. Este já foi nosso cartão-postal”, diz Frigo.

O candidato também lembrou dos oito anos em que esteve à frente do Executivo municipal. Frigo destacou as melhorias realizadas para atrair investidores na área da cultura e do turismo. “Demos início à Festa da Gastronomia, que hoje em dia é reconhecida nacionalmente, assim como o Carnevalle de Venezia. Conseguimos instalar a gôndola, que foi um presente da cidade italiana Veneza, e construímos o Palácio Palazzo Delle Acque, que hoje atende toda a região com um teatro de 350 lugares.”

Frigo afirma que enquanto esteve na prefeitura, o governo pagou mais de R$ 3 milhões em precatórios, mas diz que ficará feliz se receber a prefeitura no mesmo estado em que a deixou. “Quando um prefeito recebe a prefeitura, ele também recebe o ônus e o bônus. A Agrovêneto, por exemplo, chegou na cidade em 1997. Tivemos que lidar com problemas com os aviários e o acesso às propriedades, para que os caminhões conseguissem chegar até elas. Tivemos um secretário de Agricultura que trabalhou em parceria com a Epagri para realizar projetos em busca de melhorias.”

Ele também destaca a restauração da praça central do município, além da pavimentação de 68 quilômetros em estradas gerais e urbanas, além de acesso a todas as comunidades de Nova Veneza. “Em nossos oito anos de governo, tivemos seis enchentes. Mesmo assim, tivemos resultados positivos, e conseguimos construir pontes e resolver problemas na malha viária”, avalia Frigo.

O hospital São Marcos também é preocupação para os candidatos. “Tivemos uma grande parceria com a instituição, e hoje sabemos que ela passa por dificuldades. Não podemos deixar um hospital destes morrer. Vamos em busca de avanços na área da saúde”, conclui o candidato.