InternetData CenterAssinante

MPF apura denúncia de falta de professores e técnicos no curso de Medicina da UFSC em Araranguá

Pedido de informações já foi enviado à universidade e ao MEC
MPF apura denúncia de falta de professores e técnicos no curso de Medicina da UFSC em Araranguá
Foto: Divulgação
Por Redação Engeplus Em 17/08/2021 às 17:50

O Ministério Público Federal (MPF) em Criciúma instaurou inquérito civil para apurar possível omissão da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e dos Ministérios da Educação e Economia em relação ao curso de Medicina do campus de Araranguá.

O inquérito foi aberto pelo procurador da República Fábio de Oliveira a partir de uma manifestação do Centro Acadêmico Livre de Medicina, relatando a falta de professores e técnicos, o que estaria dificultando a continuidade do curso. O MPF já oficiou à UFSC e ao Ministério da Educação, requisitando informações.

Leia também:

Curso de medicina não será fechado, mas deve ter turmas sem aulas por falta de professores