InternetData CenterAssinante

Mais dois municípios do Sul receberão a Escola Móvel Senai

Içara e Forquilhinha oferecerão aos seus moradores a oportunidade de se qualificar
Mais dois municípios do Sul receberão a Escola Móvel Senai
Foto: Divulgação
Por Redação Engeplus Em 03/10/2021 às 16:10

A conquista do diploma e a oportunidade de garantir a qualificação profissional de forma gratuita já foi assegurada aos formandos que finalizaram os cursos na Escola Móvel do Senai, em parceria com a Prefeitura de Morro da Fumaça. O projeto pioneiro em Santa Catarina, e que foi inaugurado no dia 12 de julho e finalizado em setembro na cidade, deixou no município um legado de aprendizado e conhecimento.

A partir desta segunda-feira, dia 4, em Içara, e no dia 13 de outubro, em Forquilhinha, as duas cidades passarão a ter à disposição a estrutura da escola móvel do Senai. Uma grande oportunidade que permite levar qualificação de qualidade, personalizada de acordo com a vocação industrial de cada município. Durante todos os cursos que serão realizados, o Senai realiza a análise das aulas para garantir que o conhecimento seja repassado da melhor forma, seguindo o padrão da instituição.

“Em Içara, no dia 4, a partir das 20 horas, serão iniciados os cursos de pedreiro de alvenaria, eletricista instalador industrial e panificação e confeitaria, este três serão executados nas carretas da Escola Móvel do Senai. Além destes, também fazem parte do projeto Escola Profissional Municipal, os cursos de operador e programador de máquinas CNC que já iniciou em 8 de setembro, dentro da empresa Usipe e soldador básico MIG MAG que será executado dentro da empresa Librelato”, esclarece a supervisora dos cursos de curta duração do Senais, Izamara Fabre Custódio.

Já em Forquilhinha, a partir das 19 horas, do dia 13 de outubro, o projeto também realizado em parceria com a Prefeitura do município irá oferecer gratuitamente os cursos de costureiro industrial do vestuário, operador e programador de máquinas CNC e soldador básico (MIG/MAG, TIG, eletrodos revestidos e Óxigas), em parceria com as empresas Açocril, Teixeira Têxtil, MMC e Metalfor.

“Todos os cursos escolhidos pelas prefeituras são áreas em que as empresas da região estão precisando de mão de obra, desta forma, qualificando as pessoas, abrem-se oportunidades de emprego, aumenta a empregabilidade do município e consequentemente é possível atrair mais empresas para que venham se instalar no município. Todos ganham e o município cresce” reforça Izamara.

Estrutura completa disponível para o aprendizado

A estrutura da Escola Móvel do Senai que estará nos municípios é formada por uma unidade móvel de soldagem com uma sala de aula, dez boxes de soldagem, um box de acabamento e uma central de gás. Ainda há um sistema de exaustão da fumaça gerada nos processos.

Já a unidade móvel de confecção industrial possui 25 máquinas de costura, do tipo overloque, galoneira, reta e para operações especiais, mesa de corte com a cortadora de tecido e todos os equipamentos necessários para a produção de roupas.

Em Forquilhinha, além de solda e carreta, também há a estrutura de CNC equipada com dois tornos e 16 bancadas com computadores usados para fazer simulação das peças. Em Içara, por exemplo, estará à disposição da comunidade as carretas para os cursos de eletricista, de panificação e confeitaria e a de construção civil. “Todas são equipadas com o material necessário para o aprendizado prático e funcionam realmente como um laboratório, só que de forma móvel”, esclarece Izamara.

Para completar, há ainda a estrutura central formada por contêineres para sala de aula, recepção, secretaria e sanitários, tendas com piso de tablado acarpetado, com instalações elétricas e acesso à internet.

“Este é um projeto que veio para ficar. Já temos escolas móveis alinhadas para 2022 para Morro da Fumaça, Meleiro, Içara. E outros municípios estão em negociação. Tudo isso demonstra a preocupação das prefeituras que também perceberam a importância da qualificação profissional que abre portas, prepara as pessoas para o mercado de trabalho, oportuniza a colocação ou recolocação no mercado de trabalho. Quando uma pessoa está qualificada, ela tem o conhecimento necessário para realizar a tarefa com eficiência”, aponta Izamara.