InternetData CenterAssinante

Engenharia Elétrica da UniSatc desenvolverá projeto com parceria de empresa canadense

Atividade na área de geração de eletricidade será realizada de forma interdisciplinar
Engenharia Elétrica da UniSatc desenvolverá projeto com parceria de empresa canadense
Por Redação Engeplus Em 25/02/2021 às 17:48

O curso de Engenharia Elétrica da Unisatc vai desenvolver um projeto na geração de eletricidade neste primeiro semestre de 2021. Chamado Smart SEP, o projeto será realizado de forma interdisciplinar e vai envolver alunos de diferentes fases e disciplinas. Para viabilizar a integração e a troca de informações entre alunos e professores, o curso firmou parceria com uma empresa canadense que dará suporte à gestão do projeto.

A iniciativa envolverá as áreas de circuitos elétricos, eletrônica, sistemas de controle, sistemas embarcados e máquinas elétricas. Segundo o coordenador do curso de Engenharia Elétrica, André Abelardo Tavares, são alguns dos pilares do processo de formação do engenheiro eletricista. “Por meio deste projeto, o acadêmico compreenderá a relação entre as diferentes áreas envolvidas e poderá visualizar onde ela será aplicada no sistema proposto”, defende.

Com o projeto, os alunos deverão trabalhar em conjunto para implementar os diferentes componentes do sistema de potência em escala reduzida, que é constituído de geração e carga, e assegurar o fornecimento constante de tensão dentro do padrão normativo, ou seja, 220 V. “Dessa maneira, cada disciplina será independente uma da outra e o trabalho prático será assessorado por um monitor do projeto, escolhido no começo do semestre”, detalha Tavares.

Grupo do Canadá dará suporte

O projeto terá suporte da empresa canadense Engineering.com, que facilitará a disponibilização das informações para a visualização e integração entre alunos. “Este grupo mantém a plataforma Make Projects e dará suporte também aos professores para que possam trabalhar de forma adequada no desenvolvimento”, ressalta o coordenador. A parceria foi viabilizada por meio da representante do grupo na América Latina, Gabriela Barreto. 

Após a finalização do projeto, os alunos terão a possibilidade de compartilhar o que foi desenvolvido com universidades de outros países e também com o público em geral.