InternetData CenterAssinante

Câmara vota hoje distribuição do ‘Vale Livro’ para alunos e professores da rede municipal

Cupom servirá como desconto durante a Feira do Livro, planejada para novembro
Câmara vota hoje distribuição do ‘Vale Livro’ para alunos e professores da rede municipal
Foto: Thiago Hockmüller/Arquivo Engeplus
Por Thiago Hockmüller Em 21/09/2021 às 11:15

Alunos e professores da rede municipal de ensino podem receber um estímulo para aquisição de livros na próxima Feira do Livro, projetada para novembro em Criciúma. A Câmara de Vereadores vota nesta terça-feira, dia 21, o projeto encaminhado pelo Paço Municipal que prevê a concessão do ‘Vale Livro’, que servirá como cupom de descontos durante o evento.

Caso a proposta seja aprovada, os alunos receberão R$ 10 de descontos, enquanto profissionais da educação vão contar com vale de R$ 30. Para custeio da ação, o projeto do executivo 86/2021 prevê abertura de crédito especial no valor de R$ 280 mil. “É um projeto aprovado em todas as comissões e que também deve ser aprovado por unanimidade no Plenário. É um investimento do município no aluno para incentivar a leitura. Todos poderão adquirir livros e estimular o hábito”, justifica o líder do governo na Câmara, vereador Nícola Martins.

Nova data

A projeção da Fundação Cultural de Criciúma (FCC) era que a Feira do Livro ocorresse em outubro, porém a data foi modificada e o evento vai acontecer entre 8 e 20 de novembro, com dez expositores e mais de 80 mil títulos à disposição dos leitores. Como ocorre tradicionalmente em todas as edições, estão sendo programadas apresentações culturais, contação de histórias, lançamentos de títulos, palestras, e sessão de autógrafos com escritores locais. 

A FCC também está alinhavando as convencionais parcerias institucionais com Unesc, Sesc, Faculdade Anhanguera, Sociedade Criciumense de Letras e Academia Brasileira de Letras. “O ‘Vale Livro’ é um projeto que visa contemplar as crianças a terem a possibilidade de irem até a feira e adquirirem um exemplar. Isso faz com que a gente coloque as crianças em um patamar de possibilidade de ingressar no mundo da leitura. A criança ocupada com leitura melhora em todos os sentidos, pois possibilita a formação como pessoa, a cidadania da criança e um resultado escolar muito melhor”, explica o presidente da FCC, Zalmir Casagrande.

O vale livro deve beneficiar cerca de 2.300 profissionais da educação e 21 mil estudantes. Somente após a votação de hoje que a FCC encaminhará o projeto com regramento da Feira do Livro para discussão e votação no Legislativo.