InternetData CenterAssinante

Volta às aulas na rede estadual de ensino será nos dias 5, 6 e 10 de fevereiro

Em Criciúma, retorno acontece no dia 10 de fevereiro
Volta às aulas na rede estadual de ensino será nos dias 5, 6 e 10 de fevereiro
Foto: Cristiano Estrela/Secom
Por Redação Engeplus Em 05/02/2020 às 10:55

A educação catarinense já está em clima de volta às aulas. Para algumas cidades do estado, as aulas começam nesta quarta-feira, dia 5, como nos municípios das Coordenadorias Regionais de Jaraguá do Sul, Canoinhas, Lages, São Joaquim, Campos Novos e Curitibanos.  

As Regionais de Araranguá, Chapecó, Criciúma, Dionísio Cerqueira, Itapiranga, Maravilha, Palmitos, Rio do Sul, São Miguel do Oeste, São Lourenço do Oeste e Taió têm o começo das aulas marcado para o dia 10 de fevereiro. As demais Coordenadorias começam o ano letivo nesta quinta-feira, dia 6, de acordo com o calendário oficial. 

A Regional de Caçador ainda possui uma exceção. Os municípios de Rio das Antas e Matos Costa iniciam no dia 5 de fevereiro, enquanto os demais no dia 6 para se adequar à rede municipal. O mesmo ocorre na Regional de Seara, onde as cidades de Xavantina e Seara começam as aulas no dia 6 e as demais no dia 10. Em Itajaí, apenas uma escola, a EEB Nereu Ramos, começa as atividades no dia 10, pois está recebendo reparos após ter sido alvo de furto. 

As Coordenadorias da Região Serrana anteciparam as aulas em um dia comparado ao calendário oficial, para que se possa remanejar a data em casos extremos de baixa temperatura. Jaraguá do Sul optou pela antecipação do início do ano letivo para ter um dia de flexibilidade no calendário, já que sediará os Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc). 

As Regionais que irão começar no dia 10 pediram o adiamento do começo das aulas para se adequar ao início do ano letivo das redes municipais e, consequentemente, da atuação do transporte escolar nas regiões. 

O secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni, destaca que o calendário foi constituído de forma participativa, com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime-SC) e a Federação Catarinense dos Municípios (Fecam). 

“A escolha das datas partiu de uma estreita sintonia entre o Estado e os municípios, porque algumas ações, como o transporte escolar dos alunos, atendem em conjunto às redes municipais e estadual de Ensino. Neste calendário, regiões que começam no dia 5 têm três dias de flexibilidade durante o ano, enquanto as escolas que começam no dia 6 têm 2 dias, que são previstos para reposição de aulas”, explica o secretário, que dá as boas-vindas renovando os compromissos do Estado com a Educação. 

Formação de Professores 

O ano letivo de 2020 da rede estadual terminará no dia 16 de dezembro e o recesso escolar será entre 20 de julho e 2 de agosto. Adequações no calendário podem ser feitas pelas escolas, juntamente com as Coordenadorias de Educação, de acordo com as necessidades e atividades locais e regionais. Ainda assim, é obrigatório o cumprimento à legislação, que determina o mínimo de 200 dias letivos e 800 horas-aula. A exceção fica por conta das escolas que aderiram ao Novo Ensino Médio, que devem cumprir no mínimo 1000 horas-aula de atividades. 

Nesta semana, enquanto os estudantes se organizam para o início do ano letivo, as escolas estaduais promovem a Formação Continuada de Professores da Educação Básica da rede. A capacitação é uma das linhas de ação do Programa Minha Nova Escola, do Governo do Estado, que visa a Qualificação Permanente de todos os profissionais. 

Leia mais sobre: