InternetData CenterAssinante

Conteúdos educativos do Museu de Zoologia da Unesc já foram acessado por mais de vinte mil crianças

Trabalhos seguem em desenvolvimento, com audiolivros, vídeos e palestras
Conteúdos educativos do Museu de Zoologia da Unesc já foram acessado por mais de vinte mil crianças
Por Redação Engeplus Em 10/08/2020 às 13:17

Mais de vinte mil alunos das redes pública e privada já tiveram acesso aos conteúdos do Museu de Zoologia Professora Morgana Cirimbelli Gaidzinski da Unesc durante esta pandemia. Diariamente, desde o início do isolamento social, as crianças das séries iniciais e ensino fundamental aprendem sobre o meio ambiente e suas responsabilidades como cidadãos. Os conteúdos são produzidos e disponibilizados pelo Museu, em parceria com a Polícia Militar Ambiental.

Conforme a coordenadora do Museu, Morgana Cirimbelli Gaidzinski, a iniciativa “Bichos On-line” foi pensada para sensibilizar e estimular crianças, jovens e adultos a assumirem sua responsabilidade na conservação do meio ambiente. Os momentos podem ser vivenciados por meio do acesso ao site do Museu, para encontrar os e-books e audiolivros, e ao canal no YoutTube da Unesc TV, onde estão os vídeos. 

Além de disponibilizar o material, o Museu oferece uma experiência mais interativa e dinâmica. A palestra online leva os personagens Vitorino e Pintado, protagonistas de obras infantis e educativas, para as salas de aula virtuais. “O uso dos fantoches do Pintado e do Vitorino nas palestras online despertam e estimulam os mecanismos sensoriais, fazendo com que os estudantes interajam com os personagens tornando-se participantes ativos no processo de aprendizagem. Este recurso pedagógico utilizado no projeto tem obtido um significativo êxito, de acordo com os depoimentos recebidos dos professores e dos pais que acompanharam as palestras junto com seus filhos”, explicou a coordenadora do Museu.

Assim, o Museu tem conseguido ir até as escolas dar suporte ao ensino formal, promovendo reflexões sobre os problemas ambientais de um jeito lúdico e divertido, como contou Jucelma Cardoso Cipriano, diretora da Escola Quintino Rizzieri, da Içara. “Em meio a pandemia, o maior desafio enquanto escola é o de priorizar os conteúdos essenciais para a vida do estudante por meio de um aprendizado significativo. Neste sentido, o projeto oportunizado pela Unesc, por meio da professora Morgana, veio como um afago em meio as aflições do momento, uma excelente oportunidade de disponibilizarmos aos nossos professores e estudantes aquilo que acreditamos: uma educação, mesmo que não presencial, com qualidade social”, enfatizou. 

Jucelma também afirmou que a iniciativa foi positiva, bem aproveitada por toda comunidade escolar e familiares. “A certeza de que foi uma experiência extraordinária nos é permitida por meio dos relatos dos pais, que foram muito parceiros ao longo do processo, o de disponibilizar o audiolivro aos filhos, o entusiasmo e engajamento das professoras e da coordenadora pedagógica, que fez a ponte entre a Unesc e nossa escola e, sobretudo, o brilho no olhar de nossos pequenos estudantes do primeiro ano, que participaram dos momentos em companhia da família e das professoras, e, no grande dia da aula no Google Meet, com a autora do livro, professora Morgana, e com o Vitorino, representado de maneira muito agradável e didática. Nossa escola vivenciou momentos fantásticos de aprendizado e encantamento, que devem ser replicados para que outros estudantes vivenciem esta incrível experiência”, completou.

Diante do relato, a diretora de Extensão, Cultura e Ações Comunitárias da Unesc, Fernanda Sônego, enalteceu a atuação do Museu de Zoologia, e reafirmou a importância de suas ações para a região. “A atuação deste importante braço da Universidade na comunidade tem nos encantado a cada nova iniciativa. Há cinco meses estamos vivenciando um dos momentos mais desafiadores da nossa geração, principalmente no assunto da educação. Ao perceber, e receber, relatos como o de Jucelma, temos a certeza de que o Museu tem contribuído para que tudo isso fique mais fácil”, frisa. 

As obras utilizadas no processo de aprendizagem são “Vitorino a Tartaruga Vitoriosa” e “Pintado, o Mascote do Museu”. “Bichos On-line” foi apresentado no ForExt- 2020 (Fórum de Extensão), promovido pela Univille, como uma experiência exitosa junto à comunidade em época de Covid-19 e distanciamento social.

Os protagonistas do Museu de Zoologia

De autoria da coordenadora do Museu, “Vitorino a Tartaruga Vitoriosa” e “Pintado, o Mascote do Museu”, têm forte apelo para as questões ambientais. A história de Vitorino apresenta os principais impactos responsáveis pela perda da biodiversidade no ambiente marinho, levando uma mensagem de sensibilização e preservação ambiental. Já a história de Pintado visa estimular o interesse das crianças pelo conhecimento sobre a fauna da Mata Atlântica e sensibilizar para a preservação deste importante bioma.

Leia mais sobre: