InternetData CenterAssinante

Três gerações apostam na educação como pilar para a vida

Famílias têm suas histórias escritas junto com a trajetória da Satc
Três gerações apostam na educação como pilar para a vida
Por Redação Engeplus Em 16/11/2019 às 11:16

Na década de 1960 a Satc começava a se firmar como escola e o filho de mineiro aposentado, Vilson Nunes, chegava para estudar. A formação em aprendizagem industrial no curso de Ajustador Mecânico garantiu mais que um futuro profissional. Garantiu uma mudança de vida. “Nós tínhamos conhecimento de várias áreas, como mecânica, solda e fresa, não só a ajustagem. Mas também aprendi muito com os professores e fiz muitas amizades”, conta ele.

O carinho pela Satc está presente na vida da família Nunes. Tanto que três gerações cruzaram e ainda hoje cruzam os corredores da instituição. Depois do seu Vilson, o filho Marcelo e os netos Vilson, Eduarda e Isadora, também vestiram o uniforme verde e branco. Eduarda e Isadora ainda estão pela Satc. Além delas, a filha Adriana, psicóloga e apaixonada pela educação, é hoje colaboradora e atua no ensino fundamental. “A Satc é uma oficina do saber. Pra mim, ela foi, é e sempre será a melhor escola do sul do Brasil”, afirma.

Seu Vilson lembra que foi a partir do curso de ajustador e de um desejo contínuo de aprender que foi se firmando profissionalmente. “Os professores sempre nos estimulavam a aprender mais”, reforça. Nos últimos 20 anos aplicou esses conhecimentos no próprio negócio. Foi quando abriu a JacaMetal, especializada em estruturas metálicas. “Sabe essa reforma que foi feita no estacionamento da Satc, foi a minha empresa que fez”, conta orgulhoso.

O carinho da família Nunes pela Satc é o mesmo de tantos que passaram e passam pela instituição nesses 60 anos de atividade. Vidas transformadas pela educação que se renova a cada ano. “A Satc se preocupa não apenas com conteúdo de qualidade, mas com a formação de pessoas para a vida. O mundo atual exige mudanças na forma de pensar a educação. O estudante é o protagonista e nosso papel é prepara-lo para encarar essa cultura de inovação”, ressalta a coordenadora geral do Colégio Satc, Izes Machado Beloli Coral.

Uma formação completa

De olho na cultura maker, que estimula o jovem a fazer, a experimentar, a Satc aposta em uma formação diferenciada, que começa já na educação infantil, a partir dos 3 anos, e segue pelos ensinos fundamental, médio, técnico e superior.

“A educação inovadora proposta faz com que tenhamos uma juventude conectada, com boa formação técnica, mas também com estímulo às soft skills, competências comportamentais cada vez mais necessárias”, pondera Izes.

As soft skills estão relacionadas às atitudes e à capacidade de interagir com as pessoas, com colegas de trabalho e lidar com situações diferenciadas que podem surgir. Envolvem o pensamento crítico, liderança, resolução de problemas, trabalho em equipe e ética no trabalho, entre outros pontos, e são cada vez mais observadas pelas empresas.

Informações sobre a proposta pedagógica da Satc podem ser obtidas na instituição pelo telefone (48) 3431-7502 ou em visitas agendadas.

Leia mais sobre: