InternetData CenterAssinante

Rede municipal de ensino de Criciúma tem novo sistema de fonoaudiologia

Secretarias da Educação e Saúde ficaram responsáveis pela parte pedagógica e clínica
Rede municipal de ensino de Criciúma tem novo sistema de fonoaudiologia
Foto: Divulgação
Por Redação Engeplus Em 13/09/2019 às 13:26

As Secretarias Municipais de Educação e Saúde realizaram melhorias ao acesso de estudantes da rede municipal de ensino de Criciúma aos atendimentos fonoaudiológicos, com foco na Educação Infantil. Nos últimos dois anos, as competências de cada secretaria foram estudadas para beneficiar da melhor forma o atendimento das crianças.

Durante 20 anos, a Secretaria da Educação contava com um programa voltado para alunos que tinham dificuldade nas questões de oralidade, como gagueira, surdez, escrita errada e na comunicação em geral. Com o aumento da demanda de alunos matriculados na rede, e consequentemente de estudantes com estas dificuldades, foi preciso uma reformulação no sistema.

Desde o primeiro semestre deste ano, a Saúde é responsável pela parte clínica da fonoaudiologia dos alunos, enquanto a Educação com a parte pedagógica, por meio da fonoaudiologia escolar. O Núcleo de Cooperação Educacional (NCE) está realizando orientações aos professores dos Centros de Educação Infantil Municipal (Ceim) e algumas escolas de Ensino Fundamental I para que insiram nas salas de aula atividades de cunho pedagógico com viés dentro da fonoaudiologia.

 “A fonoaudiologia escolar vai estar auxiliando o professor a potencializar as capacidades do aluno.  Vamos trabalhar, por exemplo, com toda a parte fonoarticulatória, a forma com que a criança vai estar falando e a memória auditiva com brinquedos. Isso faz diferença na alfabetização, pois o aluno vai conseguir perceber que cada silaba tem um som”, comenta a fonoaudióloga da Secretaria de Educação, Solange Castagnel.

Caso a criança precise de um acompanhamento clínico, os diretores das escolas estão aconselhando os pais e responsáveis a levarem os estudantes na Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima para ter uma consulta com uma fonoaudióloga. Atualmente três profissionais estão disponíveis atendendo em três polos da cidade, Rio Maina, Boa Vista e Santa Luzia pelo Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf).

Orientação aos professores

A próxima orientação aos professores será no Ceim João Locatelli nesta sexta-feira, dia 13. “Queremos que as atividades de desenvolvimento de fala e linguagem sejam feitas desde os dois anos de idade. Crianças até o quarto ano ainda estão escrevendo errado e falando também”, frisa Solange. No início do ano, foi trabalhado a saúde vocal dos professores, com técnicas de aquecimento vocal, práticas de alongamento e respiração.

Colaboração: Natasha Monteiro / Prefeitura Criciúma