InternetData CenterAssinante

Possível bloqueio na educação, faz IFSC Criciúma suspender ações de investimento no câmpus

Atualmente instituto conta com aproximadamente 1.500 alunos matriculados
Possível bloqueio na educação, faz IFSC Criciúma suspender ações de investimento no câmpus
Foto: Divulgação /Arquivo
Por Heitor Carvalho Em 17/05/2019 às 17:42

Trabalhando com a possibilidade de contingenciamento dos recursos por parte do Ministério da Educação (MEC) para o segundo semestre de 2019, o Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) de Criciúma, já suspendeu as ações de investimento no câmpus. Com um orçamento de R$ 2,52 milhões para este ano, o possível bloqueio representaria a redução de R$ 756 mil deste valor. "Já trabalhávamos com a possibilidade de um contingenciamento, mas de no máximo 20%. Se esse corte de 30% se confirmar, o funcionamento da instituição sofrerá alguns impactos", afirma Lucas Dominguini, diretor-geral do IFSC Câmpus Criciúma.

Caso seja necessário alterar o funcionamento em razão do bloqueio, três ações devem ser tomadas, a primeira e que já se encontra em prática, é a suspensão das ações de investimento no câmpus. As outras duas medidas, que aconteceriam em sequência são a redução dos contratos, com suspensão de serviços de manutenção e por fim o comprometimento das ações relacionadas a bolsas de pesquisas, extensão e monitoria. “Após colocar a primeira ação em prática, a segunda só será colocada se for necessário e assim acontece também com a terceira medida. De qualquer forma, as ações de redução de contrato e comprometimento da ações só aconteceria a partir de setembro”.

Apesar de apresentar um planejamento e uma estrutura que garanta a tranquilidade para servidores e alunos até o segundo semestre, o clima de instabilidade se faz presente nos corredores do instituto. “Diariamente eu sou questionado pelos colegas de trabalho e pelos próprios estudantes, que estão preocupados com o desenrolar dessa situação”, comenta Dominguini. Ainda de acordo com ele, mesmo o governo garantindo que não mexerá na assistência estudantil, os alunos que se encontram em vulnerabilidade social temem serem prejudicados. “Procuro tranquilizar eles o máximo possível, mas entendo a preocupação, já que eles dependem de auxílios, como moradia e alimentação”, destaca.

Até o momento, o IFSC já recebeu cerca de 40% do valor orçado para o ano de 2019, valor esse que está sendo utilizado desde seu recebimento para custeio do funcionamento referente ao primeiro semestre.

Ainda com todos os obstáculos a serem superados, o IFSC tem motivos para comemorar e saber que está trilhando o caminho do sucesso. Além de ter a garantia de que a sua obra de expansão será entregue pronta para funcionamento ainda esse ano, novos cursos chegam para o IFSC. “Estamos trabalhando para que em fevereiro de 2020 possamos iniciar as turmas do Curso de Especialização em Ensino de Ciências, no formato EAD, e também a de Mestrado em Sistemas e Processos Industriais”, afirma o diretor.

A instituição que conta atualmente com aproximadamente 1.500 alunos matriculados, oferece cursos de qualificação profissional, cursos técnicos de nível médio, cursos de graduação e pós-graduação.