InternetData CenterAssinante

Pesquisadores da Irlanda fazem visita para estreitar laços com a Unesc

John F Gallagher e Kieran Nolan visitaram universidade durante passagem pelo Brasil
Pesquisadores da Irlanda fazem visita para estreitar laços com a Unesc
Foto: Mayara Cardoso
Por Redação Engeplus Em 20/11/2019 às 10:16

Representando a Dublin City University, da Irlanda, estiveram na Unesc nesta semana os pesquisadores John F Gallagher e Kieran Nolan. Os profissionais visitaram no Brasil e a universidade para estreitar parcerias já firmadas e apresentar informações sobre pesquisas realizadas em seu país que podem contar com parcerias da Unesc. A visita já era esperada e foi recepcionada em especial pelo professor Michael Peterson, representante das engenharias no Escritório de Relações Internacionais da Unesc. 

O início do contato e da relação entre as universidades de continentes diferentes, do extremo Sul de Santa Catarina e de Dublin, na Irlanda, aconteceu em 2018, por meio da oportunidade de uma acadêmica do curso de Engenharia Química realizar estágio e pesquisa para seu Trabalho de Conclusão de Curso sob comando de John. Ao perceber o nível de conhecimento da aluna oriunda do curso da Unesc, o pesquisador manifestou interesse em abrir ainda mais as portas para novas parcerias. 

O resultado da aproximação e da esperada visita dos pesquisadores na Unesc, de acordo com Michael, foi ainda melhor do que o vislumbrado. “Eles conheceram a estrutura do IParque e do campus da Unesc, estiveram com pesquisadores da Universidade, mestrandos e doutorandos, além do diretor de Pesquisa e Pós-graduação, Oscar Montedo, e manifestaram que gostaram do que conheceram”, comentou. 

Entre os projetos no qual os estudiosos internacionais trabalham e puderam apresentar na passagem pela Unesc estiveram o “Projeto e aplicação de materiais nanoestruturados para tratamento de águas residuais industriais”, de Kieran, e “Das benzamidas às imidas macrocíclicas e além: novos desenvolvimentos na química das imidas”, de John. 

A partir da visita e da troca de conhecimento obtida, de acordo com Michael, a expectativa é de que pesquisas possam ser realizadas em parceria entre as instituições de ensino. “Ambas as partes estão muito dispostas a fazer essa interação e colocar em prática novos projetos em conjunto nas mais variadas áreas do conhecimento”, completou. 

Leia mais sobre: