InternetData CenterAssinante

Em Criciúma, profissionais da educação e estudantes aderem a protesto nacional

Ato acontece na Praça Nereu Ramos, no centro da cidade
Em Criciúma, profissionais da educação e estudantes aderem a protesto nacional
Foto: Divulgação
Por Amanda Garcia Ludwig Em 13/08/2019 às 15:18

Estudantes e profissionais da educação de Criciúma estão, na tarde desta terça-feira, na Praça Nereu Ramos para um protesto contra a Reforma da Previdência e o anúncio no corte de verbas para o setor de educação. De acordo com Enio Leonardo Rocha Cândido, coordenador regional do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Santa Catarina (Sinte), o movimento acontece em todo o Brasil nesta data, e em Criciúma reúne alunos do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e Unesc.

Segundo Cândido, os estudantes protestam contra o corte de verbas anunciado recentemente pelo governo federal. "Já existem comunicados por parte das instituições federais que a partir de setembro, não existe recurso para que se mantenha o funcionamento e aulas", destaca o coordenador.

Já os profissionais da educação protestam contra a aprovação da Reforma da Previdência na Câmara dos Deputados. "Vamos pressionar para que o Senado reverta esta situação. Os professores e outros profissionais da educação entraram em um universo de trabalho com uma regra que está sendo alterada para que se trabalhe muito mais. Somos contra a retirada de direitos da classe", ressalta Cândido.