InternetData CenterAssinante

Empresas investem em iniciativas que promovem educação

Conheça projetos como a do CMG, do Grupo Eliane
Empresas investem em iniciativas que promovem educação
Por Redação Engeplus Em 10/08/2018 às 20:17

Empresas e marcas se tornam perenes quando planejam não somente o futuro sustentável de seu negócio, mas também se preocupam de fato com a sociedade em que atuam, ajudando a promovê-la social e economicamente. No Brasil, as empresas investem ao menos R$ 1,4 bilhão ao ano em educação básica. A estimativa é do Grupo de Institutos, Fundações e Empresas (Gife), que realizou um mapeamento sobre o assunto em 2014. No dia do estudante, comemorado amanhã, dia 11, essas iniciativas devem ser lembradas para fomentar ainda mais ideias que buscam o fortalecimento de organizações e pessoas que fazem parte da área educacional.

Na região da Amrec  - Associação dos Municípios da Região Carbonífera -, entre as instituições que buscam transformar a vida dos jovens por meio do ensino e, consequentemente, aprimorar cada vez mais o setor industrial local está o Colégio Maximiliano Gaidzinski (CMG), de Cocal do Sul, uma iniciativa do então presidente Edson Gaidzinski, da Eliane Revestimentos. Quase 40 anos após sua inauguração, o CMG é referência no Brasil como a melhor escola cerâmica do país e uma das mais bem avaliadas no ensino médio em Santa Catarina. O colégio se destaca nas primeiras posições em rankings que avaliam a qualidade de ensino e aprendizagem em nível nacional.

De acordo com a Secretária de Educação, Esporte e Cultura do município, Ana Paula Cechinel, o projeto do CMG, mantido pelo Grupo Eliane, é um exemplo concreto de que investir em educação é investir na qualidade de vida de toda a região. “Na minha visão, a Eliane compreende que a educação é um processo primordial para o desenvolvimento econômico e social. Por meio do CMG, centenas de jovens tiveram oportunidades que os levaram para sucessivos cargos de destaque, além de muitos se tornarem empreendedores, contribuindo para o desenvolvimento do município e região”, comenta.

Para o atual diretor presidente do Grupo Eliane, a fundação do CMG é uma forma de retribuir a comunidade pela contribuição que ela proporciona ao ajudar a construir e manter a empresa. “A Eliane sempre entendeu que o meio empresarial tem a missão de colaborar com a formação profissional no país. O CMG é a ferramenta pela qual a empresa e a sociedade se beneficiam mutuamente, com a formação de cidadãos não apenas preparados para o trabalho, mas também dotados de virtudes fundamentais para a transformação social e o exercício da cidadania”.

A diretora do CMG, Jordana de Fáveri, reforça que a missão do colégio também está voltada para o desenvolvimento de novas tecnologias e processos. “No colégio, os alunos têm aulas que mesclam teorias, prática, ciência, tecnologia e pensamento crítico, além de disciplina, ética e cidadania. A qualidade no ensino e o desenvolvimento profissional fazem com que todos os alunos sejam encaminhados para estágios, comprovando a eficiência em tornar os estudantes mais autônomos e prontos para o mercado de trabalho, preparados para a vida”, comenta Jordana.

Qualidade de ensino se reflete em diferentes mercados

Um dos frutos do CMG é o atual coordenador de processos da unidade da Eliane em Camaçari (Bahia), Laércio Frasson Zawaski. Após terminar os estudos, o catarinense se mudou para a cidade baiana, região onde a empresa estava iniciando suas atividades. “Optei por estagiar na área técnica em cerâmica na Bahia pois desejava crescer profissional e pessoalmente, me aventurando em morar longe de casa e conhecendo novos estilos de vida”, conta Zawaski. O coordenador foi um dos primeiros a atuar na região, ajudando a disseminar o conhecimento e a incentivar o ensino técnico, profissionalizando todo o setor local e gerando mais empregos qualificados.

Colaboração: Alissa Steilein / Eliane Revestimentos