InternetData CenterAssinante

Projeto Educa Samu leva orientações para estudantes

Projeto Educa Samu leva orientações para estudantes
Foto: Divulgação
Por Marcelo De Bona Em 05/07/2017 às 01:27

Idealizado em 2012 pela Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), gestora do Samu, e pelas Secretarias da Educação e da Saúde de Santa Catarina, o Educa Samu tem o objetivo de levar orientações aos estudantes sobre o trabalho desenvolvido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. O projeto, que não foi realizado em 2016 em Criciúma, foi retomado no último mês de junho e já está percorrendo as escolas do município.

A retomada do projeto foi possível por meio de uma parceria entre a prefeitura de Criciúma e a coordenadora da urgência e emergência do Samu de Criciúma, Karina Demétrio Lobo; da coordenadora da USB-01, Cristiane Rodrigues Luz; e do socorrista, Willians Floriano.

“Somos voluntários e doamos um pouco do nosso tempo nos dias de folga para levar orientações à população. Além de informações a respeito do serviço desenvolvido pelo Samu, repassamos orientações sobre primeiros socorros e alertamos sobre em quais circunstâncias se deve chamar o Samu. Também ressaltamos os problemas que os trotes ocasionam”, explica o voluntário, Willians Floriano.

O treinamento é realizado por uma equipe de voluntários, que se revezam para levar o projeto até a comunidade. O Educa Samu é realizado durante um dia em cada instituição. Os alunos são divididos por faixa etária para participar do curso, que conta com cerca de 1 hora de duração.

“Tivemos um caso no Rio Maina em que um menino, de 10 anos, que é Bombeiro Mirim, conseguiu salvar a irmã, de 7 anos, que se engasgou com uma bala. Por isso a importância do trabalho de orientação. Pode fazer a diferença entre a vida e a morte. Os alunos também repassam essas informações para os demais membros da família”, ressalta Floriano.

Em Criciúma, os alunos das escolas Antonio Colombo, no bairro Laranjinha, e Silva Alvarenga, no bairro Metropol, já receberam orientações dos profissionais do Samu. Os colégios interessados em participar do Educa Samu podem entrar em contato pelo telefone 99121-2420 (WhatsApp).

Quando chamar o Samu

- Na ocorrência de problemas cardiorrespiratórios;

- Em casos de intoxicação por agentes externos;

- Queimaduras graves;

- Maus tratos;

- Em trabalhos de parto quando houver risco de morta da mãe ou do feto;

- Tentativas de suicídio;

- Crises hipertensas;

- Em casos de desmaios;

- Quando houver acidentes/traumas com vítimas;

- Afogamentos;

- Choque elétrico;

- Acidentes com produtos perigosos;

- Na transferência inter-hospitalar de doentes com risco de morte.