InternetData CenterAssinante

RisoVita aposta na versatilidade de produtos para atender o Mercado B2B

Marca de saudabilidade da Fumacense Alimentos tem investido na adequação de processos
RisoVita aposta na versatilidade de produtos para atender o Mercado B2B
Por Redação Engeplus Em 24/11/2021 às 16:49

O atual cenário do mercado B2B (Business to Business) – compreendido pela venda direta de empresa para empresa –, tem se mostrado muito competitivo no Brasil. Neste meio, atender os grandes players de forma completa torna-se um diferencial a ser levado em consideração. Por isso, indústrias que conseguem oferecer diversidade, adaptando a linha de produção para suprir as necessidades do cliente, ganham preferência e destaque no setor.

Diante desse desafio, a RisoVita encontrou a oportunidade de ampliar seu portfólio no decorrer do ano de 2021, ao se adequar para oferecer o produto ideal para cada empresa cliente de forma individualizada. Para se ter uma ideia, por meio de mudanças específicas em sua linha de produção, a indústria consegue entregar seu principal produto - a farinha de arroz - com granulometria, nível de umidade, cor e demais aspectos distintos das convencionais.

O processo produtivo

Tudo começa com a definição da matéria prima a ser utilizada na produção da farinha de arroz, que pode ser canjica, canjicão, quirera ou o próprio cereal. O produto passa por todo o processo de beneficiamento, além de uma limpeza completa para retirada dos contaminantes físicos e pontos mais escuros, resultando em uma farinha mais pura.

O último processo pelo qual o grão passa é a moagem e micronização, responsável pelas variadas granulometrias – o tamanho do grão. “Nossos moinhos têm capacidade para variar a granulometria entre F30, F45, F60 e F80. Ou seja, vai desde a mais grossa até a mais fina. Já na questão da umidade, podemos ajustar de acordo com a necessidade do cliente ou mercado”, explica a gerente industrial, de pesquisa e desenvolvimento da RisoVita, Patrícia Klein.

Além disso, também é possível melhorar a cor, tornando a farinha mais branca, e trabalhar em produtos diferentes com inativação de lipase - uma busca de muitos para se evitar alterações sensoriais no alimento. 

Até mesmo o envase pode ser realizado de forma diferenciada, já que a empresa trabalha com embalagens de plástico, papel kraft e big bag – que vão de 20 quilos até mais de uma tonelada – tudo dependendo da escolha do comprador. “Ou seja, essa nossa versatilidade facilita muito, pois cada cliente possui a sua necessidade e nós conseguimos nos adequar”, completa Patrícia.

Crescimento no mercado

Muito utilizada em empanados, snacks, pizzas, massas, misturas para pães e bolos, biscoitos e linha de saudabilidade no geral, bem como em fármacos, cosméticos e alimentação animal, a farinha de arroz tem sido altamente procurada por grandes players do ramo alimentício, principalmente por ser uma opção acessível, fácil de trabalhar e, além de tudo, sem glúten ou residual.

Tamanha expansão tem refletido, inclusive, nos resultados da RisoVita. Após a decisão de entrar para o Mercado B2B em 2020, atualmente em torno de 90% da produção de farinhas da RisoVita tem sido destinada ao setor e, em menos de um ano, a base de clientes da empresa cresceu 57% neste segmento.

“Com essa decisão, ganhamos expertise e conseguimos trazer inúmeras inovações para os produtos oferecidos pela marca, além de uma evolução técnica considerável no que diz respeito à produção de farinhas de arroz. Hoje, podemos dizer que atendemos, de forma única e personalizada, todas as empresas que se tornam nossas clientes”, garante o gerente comercial nacional da RisoVita, Jorge Amaral.

Leia mais sobre: