InternetData CenterAssinante

Mercado Livre vai abrir unidade em Morro da Fumaça

Empresa já alugou imóvel e deve iniciar operações nas próximas semanas
Mercado Livre vai abrir unidade em Morro da Fumaça
Foto: Governo de São Paulo/Divulgação
Por Thiago Hockmüller Em 16/09/2021 às 14:04

A maior empresa de e-commerce da América Latina, o Mercado Livre, vai abrir nas próximas semanas uma unidade em Morro da Fumaça. A instalação da empresa estava mantida em sigilo e concretiza as negociações iniciadas a cerca de 45 dias. A operação será realizada em um imóvel alugado, com cerca de quatro mil metros quadrados, à margem da rodovia Genésio Mazon, no bairro Capelinha.

Ainda não há detalhes sobre a instalação, mas estima-se que pode movimentar entre 30 e 90 empregos diretos, além dos indiretos. Ao Portal Engeplus, o prefeito de Morro da Fumaça, Noi Coral, comemorou a abertura da empresa no Sul catarinense. “É uma empresa de respeito, a maior da América Latina no que se refere e-commerce. É um momento de muita alegria, estamos no segundo mandato e focados no desenvolvimento econômico do município”, afirmou.

A vinda do Mercado Livre para a região Sul já havia sido especulada em outra oportunidade. No ano passado, houve negociação para instalação de um complexo em Içara, todavia, a empresa desistiu e anunciou centro logístico em Governador Celso Ramos. O estudo de viabilidade feito à época contribuiu na escolha da região para receber a unidade.

Para o vice-prefeito de Morro da Fumaça, Eduardo Sartor Guollo, a localização estratégica do município, sobretudo pela proximidade com a BR-101, foi preponderante para a escolha. “O Mercado Livre é restrito, não abre muitas informações, mas já fez estudo da região e estava para vir para Içara, onde ia trazer um centro de distribuição maior. Foram para Governador Celso Ramos. Lá é uma operação que atende o Sul do país e querem dividir por microrregiões com pequenas operações. Pelo estudo, já conheciam a região, voltaram para cá e identificaram Morro da Fumaça como melhor ponto”, esclareceu.

A perspectiva é que a unidade do Mercado Livre acelere o crescimento de outras empresas da região, inclusive transportadoras. Embora não seja oficial, existe a perspectiva de que já existem pessoas contratadas pela empresa de e-commerce. “Provavelmente a operação começará nas próximas semanas. Isto representa crescimento para a nossa cidade e para o Sul do estado. Muitos negócios vão se desenvolver, tem empregos diretos e indiretos. Tem muito empreendedor que faz negócio e não consegue vender, com o Mercado Livre aqui na região poderá aumentar as vendas”, projeta o vice-prefeito. 

Área industrial

A vinda do Mercado Livre para Morro da Fumaça também tem relação com o imóvel encontrado e com as melhorias feitas pela prefeitura no entorno do local que abrigará a empresa. O desejo agora é concluir os projetos ligados às duas áreas industriais do município.

As matrículas dos terrenos da primeira área devem ser entregues na próxima semana. “Estamos fazendo drenagem, parte elétrica e pavimentação. Em torno de 60 dias já poderemos iniciar os processos para receber as empresas. São 16 terrenos disponíveis”, explicou o prefeito, Noi Coral.

As duas áreas ficam no distrito de Estação Cocal, a 11 quilômetros da BR-101 e separadas por 1 km. “Em janeiro devemos começar a infraestrutura e dentro de um ano ter terrenos disponíveis. Há empresas interessadas e teremos crescimento nos próximos anos na parte econômica. Calculamos que vamos ter em torno de 40 a 50 terrenos, algumas empresas estão esperando a segunda área porque o município tem boa localização e energia a um bom preço”, argumenta o prefeito.

A segunda área industrial tem cerca de 200 mil metros quadrados.