InternetData CenterAssinante

Içara: perspectiva para 2021 é de aceleração para setores do comércio, indústria e serviços

Projeção é feita pela diretoria da Associação Empresarial de Içara
Içara: perspectiva para 2021 é de aceleração para setores do comércio, indústria e serviços
Foto: Divulgação
Por Redação Engeplus Em 24/01/2021 às 13:15

Parar uma empresa para repensar processos seria algo quase inimaginável até 2020, quando essa pausa foi obrigatória em muitas atividades. O período que poderia ser ocioso, por vez, foi convertido em uma oportunidade para transformações. E a agilidade alcançada em diferentes segmentos abriu margem para projetar com positividade 2021.

“Tivemos um ano cheio de desafios, mas também de avanços”, lembra a presidente da Associação Empresarial de Içara (Acii), Adriana Mara de Oliveira. A avaliação da união de esforços dos últimos meses e as novas projeções foram pauta principal na reabertura do calendário de reuniões da diretoria .
 
As projeções otimistas para 2021 são compartilhadas por unanimidade pela diretoria da Acii, formada por setores diferentes, que incluem comércio, indústrias e serviços. “Esperamos ainda mais agilidade com a digitalização que tivemos nos últimos meses”, indica a vice-presidente Jurídica da associação, Pâmela de Sá.

“As pequenas empresas criaram alternativas e as grandes estão investindo”, acrescenta ainda o vice-presidente administrativo, Reginaldo Borges Fernandes. Já o vice-presidente de indústria, comércio e serviços, Joel Valentin Seldenreich, aponta as melhores taxas disponíveis no mercado para o crescimento empresarial.
 
As empresas e profissionais que conseguiram se adaptar, reduzir custos, elevar a eficiência e consequentemente aumentar o valor agregado já saíram na frente em 2021. Mas não podem estagnar. E para avançar ainda mais, a Associação Empresarial de Içara já atua na formação de uma nova agenda de ações que possam dar suporte para as empresas de Içara acelerarem ainda mais a transformação em busca de sustentabilidade, de inovações e para que também possam conquistar a ampliação do mercado.

Colaboração: Lucas Lemos/Inoova Comunicação