InternetData CenterAssinante

Eu coopero com a economia local: adaptação para manter a competitividade em Tubarão

Primeira história do movimento liderado pelo Sicredi retrata o desafio de um empreendedor
Eu coopero com a economia local: adaptação para manter a competitividade em Tubarão
Por Redação Engeplus Em 03/07/2020 às 10:56

A história da empresa do Tiago Nazário Cardoso começou há quatro anos.  O sonho de gerenciar um estúdio de treinamento funcional em Tubarão deu certo. O número de alunos só crescia e os treinos presenciais sempre foram o foco do trabalho dele. Mas a pandemia mudou completamente o cenário. Com a paralisação das atividades e, em seguida, a retomada repleta de incertezas, o tubaronense se viu desafiado a adaptar o seu modelo de negócios e a fortalecer a rede de parceiros locais.

As aulas presenciais individuais agora dividem espaço na agenda com os atendimentos remotos via aplicativo. “Precisei me adaptar. Eu já tinha o plano de investir mais no digital, mas a pandemia acelerou a decisão de tirá-lo da gaveta. Hoje eu consigo atender um público que antes eu não conseguia”, explica Cardoso, que estampa na parede do estúdio uma relação de empresas locais que são parceiras. “Todas oferecem desconto aos nossos alunos. É um negócio fortalecendo o outro”, conclui ele.

Para a Associação Empresarial de Tubarão, a Acit, a adaptação é uma necessidade urgente. “Rever planejamento, custos, estrutura e buscar novos mercados são as palavras do momento. Não há como esquecer o passado da empresa, mas sem dúvida, o futuro será bem diferente”, afirma o presidente da entidade, Gean Carlo de Bom. Já para a Câmara de Dirigentes Lojistas tubaronense, a CDL, a compra local é a mola propulsora para a retomada. “Ao se reinventar, o setor sensibiliza o consumidor a comprar localmente, mantendo o emprego e a renda”, enfatiza Rafael Gomes Silvério, presidente da CDL Tubarão.

Um movimento nacional pelo local

CDL Tubarão e Acit são entidades parceiras do movimento Eu Coopero com a Economia Local. A iniciativa do Sicredi convida entidades, empresas e consumidores a assumirem uma postura protagonista, por meio de conteúdo gerado nas redes sociais, materiais audiovisuais, selos e outras iniciativas de publicidade regional e nacional. “Nossa atuação é marcada pelo apoio aos pequenos empreendimentos, segmento que está sofrendo fortemente os efeitos da retração econômica. Esse é um público fundamental na geração de empregos e na movimentação da economia”, explica Aloísio Westrup, presidente da Sicredi Sul SC. Além de Tubarão, as CDL’s e Associações Empresariais de Criciúma, Içara, Forquilhinha, Morro da Fumaça, Braço do Norte, Imbituba, Araranguá e Urussanga integram o movimento.

Nas próximas semanas, outras três histórias de mais cidades do sul catarinense, serão contadas por aqui.