InternetData CenterAssinante

Carvão e fechamento da Usina de Jorge Lacerda é tema da reunião da Regional Sul da Fiesc

Possível fechamento da unidade foi mais uma vez debatido por lideranças regionais
Carvão e fechamento da Usina de Jorge Lacerda é tema da reunião da Regional Sul da Fiesc
Foto: Divulgação/Fiesc
Por Redação Engeplus Em 15/12/2020 às 16:25

Representantes dos Sindicatos Patronais da Região participaram na manhã desta terça-feira, dia 15, em Criciúma, da reunião da Regional Sul da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc). A pauta do encontro foi o setor carbonífero e o anúncio da desativação das atividades do Complexo Termelétrico Jorge Lacerda, em Capivari de Baixo, feito há alguns dias pela Engie Brasil Energia, causando preocupação e movimentação do setor industrial da região.

A reunião online foi aberta pelo vice-presidente regional sul da Fiesc, Diomício Vidal, os representantes sindicais acompanharam a apresentação feita pelo diretor executivo da Satc e presidente da Associação Brasileira de Carvão Mineral, Fernando Zancan. O executivo apresentou dados sobre o setor, todo o processo anunciado pela Engie relacionado à possibilidade de venda das usinas e o impacto desse fechamento para o setor carbonífero.

Zancan deixou claro que o setor seria gravemente impactado e que trabalha em várias frentes, política, institucional e técnica, para tentar reverter esse processo nos próximos meses. Informa ainda que o setor já esteve com o governador Carlos Moisés, que criou um grupo de trabalho que vai conduzir, pelo Estado e pelos agentes públicos do Legislativo, do Executivo, prefeitos e instituições privadas, para encontrar soluções para viabilizar a manutenção do complexo e já olhar para o futuro da região. “Essa movimentação é extremamente importante e agora é trabalhar para encontrar quais os mecanismos para viabilizar a manutenção”, destacou.

O vice-presidente Diomício Vidal, comenta que “É um setor muito importante não só para Santa Catarina, mas para o Brasil, e então vamos todos trabalhar juntos, unindo esforços em todo o setor produtivo”, finalizou.

Colaboração: Ana Sofia Schuster/Novo Texto