InternetData CenterAssinante

BRDE libera quase R$ 20 milhões para obras viárias em Rio do Sul

O governador Carlos Moisés da Silva também prestigiou a cerimônia
BRDE libera quase R$ 20 milhões para obras viárias em Rio do Sul
Por Redação Engeplus Em 05/08/2020 às 12:00

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) está disponibilizando 95% dos recursos para execução de duas importantes obras viárias em Rio do Sul. Os recursos são do programa BRDE Municípios, com recursos do FGTS, e foram oficializados na segunda-feira, dia 3. “O programa tem o propósito de auxiliar as prefeituras a dotar os municípios catarinenses de infraestrutura adequada. Isso melhora a mobilidade e, por consequência, a qualidade de vida dos moradores”, explica o Diretor de Acompanhamento e Recuperação de Crédito Vladimir Arthur Fey. Ele formalizou a liberação dos recursos ao prefeito José Thomé. O governador Carlos Moisés da Silva também prestigiou a cerimônia.

As duas obras financiadas pelo BRDE ficam na Zona Leste de Rio do Sul, importante região industrial da cidade. Um dos projetos totaliza R$ 7,9 milhões e prevê a construção de uma estrada com 2,3 quilômetros, ligando Rio do Sul à vizinha cidade de Lontras. A obra já está em execução e contempla a implantação de um trecho de asfalto e reconstrução da pavimentação já existente, melhoria da drenagem, construção de ciclovia, passeios com acessibilidade e sinalização.

O outro projeto financiado pelo BRDE é orçado em R$ 12,7 milhões e contempla a construção de acessos e uma ponte de 192 metros sobre o Rio Itajaí-Açú. A obra ligando a Estrada Navegantes com a Rua Blumenau prevê ciclofaixa e passeio com acessibilidade, microdrenagem, sinalização e passeios com acessibilidade. O projeto faz parte de um pacote de obras do chamado Acesso Leste, que pretende facilitar a entrada e saída da cidade pela BR 470.

Infraestrutura - Em 2019 o Programa BRDE Municípios beneficiou mais de 20 cidades catarinenses com a liberação de R$ 85,9 milhões. Os recursos foram empregados na drenagem e asfaltamento de ruas, sinalização, construção de pontes, reservatórios de água e até automatização de processos administrativos. Neste ano, incluindo Rio do Sul, o programa está atendendo nove cidades com a liberação de mais R$ 66 milhões para obras de infraestrutura urbana. Os contratos têm, na média 24 meses de carência, e 240 meses para liquidação.

Leia mais sobre: