Economia

O MUNDO DOS NEGÓCIOS

Sucesso em família, visão no exterior – case da Casa Valdinei

11
JAN
2018
| 08h53
08h53
Redação Portal Engeplus
Jornalista | Portal Engeplus
Escreva para a redação referente a esta matéria
Enviar mensagem

Este contato será envido de modo restrito para o jornalista.
Contribua com a matéria
Dúvidas, sugestões ou contribuições
Divulgação

 Há 42 anos, uma grande história de empreendedorismo começava na pequena estofaria em Criciúma. Seu fundador, Valdir Marangoni, com a dedicação e o perfeccionismo de um artista, transformou os ambientes de muitas casas da região, fazendo disso sua especialidade. Com o amadurecimento da empresa, sem perder a essência a qual criou, agregou um diferenciado mix de produtos e serviços, tornando-a referência na cidade: a Casa Valdinei.

Com a participação fiel da esposa, Maria Eli, e seus filhos, Luciana e Tiago, Marangoni lembra das dificuldades passadas. “Começou como uma empresa de um homem só. Acordava de madrugada e voltava tarde da noite para atender os clientes. Hoje, graças a Deus, podemos contar com uma equipe qualificada” conta, satisfeito também por poder dar oportunidades a diferentes pessoas na empresa.

Essa transformação, no entanto, não aconteceu de um dia para a noite. Foi resultado de muita pesquisa e dedicação, além do risco intrínseco ao negócio. O sócio-diretor, Tiago Colonetti Marangoni, afirma que o envolvimento dos filhos trouxe mais dinâmica para a empresa pelos diferentes perfis de cada um. “Ainda hoje temos a obrigação de continuar evoluindo. Nossa área demanda uma atualização constante para atender os clientes com produtos de qualidade e preço justo”, salienta Tiago.

Essa pesquisa, em geral, acontece tanto no Brasil, como no exterior. Conforme Tiago, “muitos dos produtos são importados e, por isso, é preciso ficar atento às tendências e oportunidades mundiais”. Países como Itália, França, Índia, Tailândia, Panamá são fontes de ideias diferenciadas. E tudo isso é colocado em prática através das vitrines da empresa.


Diretor da UNQ Import Export, Renato Barata Gomes

A importação direta, por isso, é uma estratégia que tem sido tratada com a maior importância. Através da parceria com uma empresa especializada, as viagens internacionais de desenvolvimento têm acontecido desde 2012. “Para mantermos a política de produtos de qualidade com diferenciação e preço justo, precisamos estar nos locais que proporcionam isso”. As diretoras de desenvolvimento comercial, Luciana e Maria Eli, especialistas no assunto, estiveram recentemente na Ásia participando de eventos com o diretor da UNQ Import Export, Renato Barata Gomes. “Elas fazem do trabalho com responsabilidade uma grande forma de ser feliz. O ônus é não aparecerem nas fotos aqui”, brinca Tiago.


Diretoras de desenvolvimento comercial da Casa Valdinei, Maria Eli e Luciana, ao lado de Renato Barata

Mais informações sobre O Mundo dos Negócios:

marcelo.raupp@unq.com.br / renato.barata@unq.com.br 

www.unq.com.br | www.omundodosnegocios.com.br

Leia mais sobre:
Fala Leitor
Se você possui uma sugestão de pauta, artigo ou um fato que deseja noticiar, entre em contato conosco pelo Fala Leitor.
imagens recentes no Portal
Além de uma xícara: o café e sua complexidadePP do sul lança Amin ao governo e presença de Merísio consolida aliançaAtrações especiais marcam aniversário de oito anos da Feira LivreExperiência de Oração será realizado neste fim de semanaMobilidade urbana norteia debate do Cultura AcicGestantes recebem orientações sobre gravidez e cuidados com os bebês