InternetData CenterAssinante

Prefeitos tentarão prorrogar saída da JBS

Prefeitos tentarão prorrogar saída da JBS
Foto: Divulgação
Por Denis Luciano Em 25/08/2017 às 17:13

Os prefeitos do Sul do Estado vão apelar para a pressão política visando minimizar o impacto do fechamento da unidade da JBS Alimentos em Morro Grande. A estratégia foi elaborada nesta sexta-feira em reunião na sede da Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense (AMESC).

“Vamos propor que a empresa aguarde mais um ciclo, uns 60 dias, levando o caso até o fim do ano e nos dando mais um tempo para negociar e tentar uma solução”, adiantou o prefeito de Cocal do Sul, Ademir Magagnin, que é presidente da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (AMREC) e também participou do encontro.

O pedido para que a JBS prorrogue a sua operação em Morro Grande – atualmente a decisão de fechamento da unidade em 1º de novembro está tomada – será levada aos diretores da mesma na próxima semana, em reunião com uma comissão formada pelos prefeitos Magagnin e Valdionir Rocha, de Morro Grande, que é presidente da AMESC, mais os prefeitos Rogério Frigo (Nova Veneza) e Dimas Kammer (Forquilhinha), cidades onde há unidades da empresa.

Deputados estaduais e federais da região também participaram da reunião desta sexta-feira. Os parlamentares se comprometeram em buscar o apoio do governo do Estado ao pleito dos prefeitos. A intenção é tentar agendas com o governador Raimundo Colombo, com o vice Edaurdo Moreira e com o secretário de Estado da Agricultura, Moacir Sopelsa. Os federais tentarão agendar um encontro com a direção nacional do BNDES e audiências no Ministério da Agricultura.

No dia do anúncio da suspensão das atividades da JBS em Morro Grande, o prefeito Valdionir Rocha comentou que havia uma outra empresa contactada e com interesse de assumir as operações na cidade. Na reunião desta sexta foi comentado o nome da Cooperativa Aurora, cuja direção será procurada para que o convite seja reforçado oficialmente.

(Colaboração: Antônio Rozeng / Imprensa AMREC)