InternetData CenterAssinante

Importante polo industrial, setor cerâmico comemora Dia do Ceramista

Técnica de transformar argila em objetos é milenar
Importante polo industrial, setor cerâmico comemora Dia do Ceramista
Foto: Foto: Arquivo Eliane/SLA Photo Studio
Por Redação Engeplus Em 28/05/2017 às 09:53

Das mãos talentosas surge a arte de transformar argila em obras magníficas. Por meio de uma das técnicas artesanais mais antigas da história, o ceramista faz da matéria-prima retirada do solo uma diversidade de artefatos presentes no dia a dia do homem, que vão desde peças decorativas, a utensílios domésticos e materiais essenciais para a construção civil. Para homenagear os profissionais que resguardam na história essa arte milenar, no dia 28 de maio é comemorado o Dia do Ceramista.

Com novas tecnologias e avanço nas técnicas de produzir cerâmica, surgem materiais como a cerâmica branca, cerâmica vermelha e os revestimentos cerâmicos, segmentos que se tornam impulsores da indústria, principalmente, Sul catarinense. Com participação significativa nas exportações do país, destaque na economia local e importante na geração de empregos, o setor de revestimentos cerâmicos, por exemplo, tem o Brasil como o segundo maior produtor mundial, sendo a região de Criciúma reconhecida como polo internacional. A região concentra as principais indústrias; juntas, conforme o Sindicato das Indústrias de Cerâmica (Sindiceram), elas empregam mais de 5,5 mil ceramistas.

Atividade une diferentes segmentos e profissões

Segundo o vice-presidente do Sindiceram, Otmar Muller, as indústrias de revestimentos cerâmicos mantêm toda uma cadeia de fornecedores de matérias primas, embalagens, transportes e outros serviços. “Além dos empregos diretos para ceramistas, geram outros tantos nas demais atividades externas às fábricas de porcelanatos, pisos e azulejos. São os maiores geradores de impostos, que sustentam os serviços públicos prestados pelo governo”, reforça.

“A produção da nossa região se destaca nacional e internacionalmente pela qualidade e beleza dos produtos aqui fabricados. E isto foi conquistado ao longo de décadas de trabalho dedicado e constante do contingente de ceramistas composto não só por técnicos em cerâmica, mas também por operadores de máquinas, mecânicos, eletricistas, eletrônicos, administradores e muitas outras profissões”, complementa.

Carreira profissional formada na cerâmica

A cerâmica faz parte da vida do ceramista Jair Possato, de 42 anos, há muito tempo. A experiência em trabalhar com o material proveniente da argila iniciou ainda em 1994, quando Possato atuou em uma empresa de tijolos refratários, adquirindo as primeiras práticas no segmento. Quatro anos depois, ingressou no departamento de esmaltação da Eliane Revestimentos, em Cocal do Sul, e na indústria cerâmica fez sua carreira profissional, tornando-se operador do setor.

“É gratificante acompanhar todo o processo de produção do revestimento cerâmico e ao final conferir o resultado. Com a experiência, hoje vou em uma loja de construção e já sei avaliar a qualidade do produto”, conta.

Além do cargo de operador na empresa, Possato trabalha nas horas vagas como assentador de revestimentos, levando o produto que ajuda a fabricar à casa do consumidor final.

“Sinto orgulho em trabalhar com a cerâmica e meu plano de carreira é continuar nesse segmento até me aposentar. Hoje, busco mostrar para minha equipe o quanto trabalhar com a cerâmica é enriquecedor e a oportunidade de crescimento que o setor proporciona”, finaliza.

Colaboração: Alissa Steilein De Moraes/Comunicação Eliane