navegue nos blocos da capa

Economia

Criciúma

Greve no setor químico é deflagrada nesta terça

Mobilização trouxe indignação aos diretores do sindicato das empresas químicas

05
DEZ
2017
| 20h15
20h15
Redação Engeplus
Jornalista | Portal Engeplus
Escreva para a redação referente a esta matéria
Enviar mensagem

Este contato será envido de modo restrito para o jornalista.
Contribua com a matéria
Dúvidas, sugestões ou contribuições
Divulgação

A greve deflagrada na manhã desta terça-feira, dia 5, paralisando a empresa Anjo Tintas, filiada ao Sindicato das Indústrias Químicas do Sul Catarinense (Sinquisul), trouxe muita indignação a todos diretores do sindicato das empresas químicas.

“O Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Química e Plástico, não ouviu a opinião dos trabalhadores. Na única assembleia realizada em 2017, referente a esta negociação, nos dias 27 e 28 de setembro, houve uma presença bem discreta dos trabalhadores da indústria”, coloca um dos advogados do Sinquisul, Vladimir De Marck.

Conforme o sindicado empresarial, além de ter um número pouco representativo de colaboradores, bem abaixo do previsto, o assunto greve nunca foi mencionado. “Cada empresa enviou seus representantes legais para ouvir o desenrolar desta reunião, e todos concordam que não foi levantado esta hipótese. Os trabalhadores, não querem paralisar suas atividades, pois entendem a dificuldade que o mercado apresenta neste momento. Os empresários sinalizam que os dois anos sucessivos de PIB negativo (-8,3%), foram os piores da história”, explica o advogado.  

Para garantir efetiva paralisação da Anjo Tintas, os sindicalistas usaram de todos os meios, chamaram sindicatos de outras categorias, como bancários, servidores, além de outros sem vínculo nenhum com a categoria dos químicos. “O que mais chocou a todos foi o método utilizado pelo MST, colocando mulheres e crianças em frente das empresas em primeiro plano. A exposição de crianças a este tipo de situação, onde o intemperismo, frio e chuva se faziam presente, além do clima tenso, com possibilidade de haver conflito, indignou a todos”, conclui o advogado.

 Direitos garantidos

De acordo com o presidente do Sinquisul, Edilson Zanatta, todos os direitos dos trabalhadores foram mantidos na convenção coletiva de 2017, excluindo apenas a obrigatoriedade do pagamento por parte das empresas, como doação, de valor equivalente a dois dias de salários em favor do Sindicato dos Trabalhadores; concessão de reajuste salarial com repasse de 100% da inflação acumulada do período medida pelo INPC/IBGE. O mesmo acordo fechado por outros sindicatos da mesma data de base salarial, e inclusão de cláusula, prevendo a possibilidade da redução do intervalo para relação de 60 para até 30 minutos. 

Empresários manifestam preocupação

Na noite desta terça-feira, entidades empresariais manifestaram preocupação com relação à produção que pode ser prejudicada em função da greve. Em nota, os empresários destacaram que apesar dos sinais de recuperação, a economia brasileira ainda está longe de retomar o seu nível de crescimento registrado antes da recessão. Nos últimos dois anos o Produto Interno Bruto (PIB) foi negativo, atingindo aproximadamente -10%. A força dos empresários tem sido constante para manter o quadro de colaboradores e a produção, entretanto situações de paralisação como a ocorrido na empresa Anjo Tintas na manhã desta terça-feira, 5, travam a recuperação econômica, prejudicando toda a cadeia produtiva.

“Empresas deixam de produzir, de vender e de trazer recursos de fora para nossa região. Ficam sujeitas às penalidades como multas e rescisões de contrato, além de perda de negócios”, coloca o presidente da Associação Empresarial de Criciúma, César Smielevski.

Para o diretor presidente da Anjo Tintas, Filipe Colombo, é difícil mensurar os prejuízos da greve neste momento, mas esta iniciativa compromete toda a cadeia da empresa. “Deixamos de atender clientes, as transportadoras não recebem os produtos para serem entregues, há uma série de consequências”, reforça Colombo.  

Colaboração: José Adilio e Deize Felisberto

Leia mais sobre:
Fala Leitor
Se você possui uma sugestão de pauta, artigo ou um fato que deseja noticiar, entre em contato conosco pelo Fala Leitor.
imagens recentes no Portal
Motoboys realizam homenagem a motociclista que morreu em acidente“Mãos unidas” em horário especial de NatalEscola Sem Partido é aprovada em meio a protesto Lançamento da 10ª Vindima Goethe é nesta terça-feiraIncêndio destrói casa de 90 m²Criciúma unida pela magia do Natal