navegue nos blocos da capa

Economia

Balanço 2016

Conselho Consultivo apresenta contas do HSJosé

17
JUL
2017
| 17h04
17h04
Marcelo De Bona
Jornalista | Portal Engeplus
Escreva para a redação referente a esta matéria
Enviar mensagem

Este contato será envido de modo restrito para o jornalista.
Contribua com a matéria
Dúvidas, sugestões ou contribuições
Marcelo de Bona

Na tarde desta segunda-feira, o Conselho Consultivo apresentou as contas referentes ao balanço de 2016 do Hospital São José. Segundo apurado pelo hospital, no ano passado houve um superávit de R$ 3,7 milhões, levando-se em consideração o valor de cerca de R$ 36 milhões de contas a receber, sendo uma pequena parte deste saldo devedor pertencente a prefeitura de Criciúma, e o restante ao Governo do Estado.

Segundo o presidente do Conselho Consultivo do Hospital São José, Sinésio Volpato, a prefeitura admite uma dívida de R$ 1,6 milhão, referente a um atraso de pagamento do contrato anterior, o qual será pago em 11 vezes. Já o Estado reconhece uma dívida de somente cerca de R$ 800 mil. Apesar da divergência entre o valor apurado pelo hospital e a dívida reconhecida pela prefeitura e pelo Estado, o caminho é para uma conciliação entre as partes.

“Não há dúvida quanto ao serviço prestado. A dúvida fica apenas na liquidação e no valor contratado. Do nosso lado, nós estamos seguros dos números. Existem valores a receber. Estamos fazendo sucessivas reuniões com a prefeitura (de Criciúma) e com a Secretaria de Estado da Saúde no sentido de conciliarmos essas contas. Estamos indo bem, tivemos uma primeira reunião, de quase quatro horas, no último dia 5 de julho. Agora, no próximo dia 25, vamos nos reunir novamente e esperamos chegar a um bom termo nos valores que estão sendo discutidos”, comenta Volpato.

De acordo com o assessor jurídico do Hospital São José de Criciúma, Paulo Henrique Góes, o caminho é para um acordo entre as partes e, no momento, não existe perspectiva para uma nova paralisação dos serviços no hospital. “Todas as pessoas envolvidas no processo estão trabalhando para chegar a um consenso. A vinda do Conselho Consultivo permitiu a formatação de uma mesa de negociação mais extensa. Todas as partes, junto com Ministério Público Federal, estão no processo de procurar caminhos para a solução do problema”, destaca Góes.

Leia mais sobre:
Fala Leitor
Se você possui uma sugestão de pauta, artigo ou um fato que deseja noticiar, entre em contato conosco pelo Fala Leitor.
imagens recentes no Portal
Veículo sai da pista, capota e dois ficam feridosOs desafios e necessidades para o futuro do Rio MainaFestival de Ofertas Forauto terá food trucks e exposição de carros antigosÚltimos filmes de Piratas do Caribe perdem o fôlego, mas não estragam a franquiaA chance de Márcio Búrigo deixar o PPFestival de Corais mostra talentos na primeira noite