Economia

Balanço 2016

Conselho Consultivo apresenta contas do HSJosé

17
JUL
2017
| 17h04
17h04
Marcelo De Bona
Jornalista | Portal Engeplus
Escreva para a redação referente a esta matéria
Enviar mensagem

Este contato será envido de modo restrito para o jornalista.
Contribua com a matéria
Dúvidas, sugestões ou contribuições
Marcelo de Bona

Na tarde desta segunda-feira, o Conselho Consultivo apresentou as contas referentes ao balanço de 2016 do Hospital São José. Segundo apurado pelo hospital, no ano passado houve um superávit de R$ 3,7 milhões, levando-se em consideração o valor de cerca de R$ 36 milhões de contas a receber, sendo uma pequena parte deste saldo devedor pertencente a prefeitura de Criciúma, e o restante ao Governo do Estado.

Segundo o presidente do Conselho Consultivo do Hospital São José, Sinésio Volpato, a prefeitura admite uma dívida de R$ 1,6 milhão, referente a um atraso de pagamento do contrato anterior, o qual será pago em 11 vezes. Já o Estado reconhece uma dívida de somente cerca de R$ 800 mil. Apesar da divergência entre o valor apurado pelo hospital e a dívida reconhecida pela prefeitura e pelo Estado, o caminho é para uma conciliação entre as partes.

“Não há dúvida quanto ao serviço prestado. A dúvida fica apenas na liquidação e no valor contratado. Do nosso lado, nós estamos seguros dos números. Existem valores a receber. Estamos fazendo sucessivas reuniões com a prefeitura (de Criciúma) e com a Secretaria de Estado da Saúde no sentido de conciliarmos essas contas. Estamos indo bem, tivemos uma primeira reunião, de quase quatro horas, no último dia 5 de julho. Agora, no próximo dia 25, vamos nos reunir novamente e esperamos chegar a um bom termo nos valores que estão sendo discutidos”, comenta Volpato.

De acordo com o assessor jurídico do Hospital São José de Criciúma, Paulo Henrique Góes, o caminho é para um acordo entre as partes e, no momento, não existe perspectiva para uma nova paralisação dos serviços no hospital. “Todas as pessoas envolvidas no processo estão trabalhando para chegar a um consenso. A vinda do Conselho Consultivo permitiu a formatação de uma mesa de negociação mais extensa. Todas as partes, junto com Ministério Público Federal, estão no processo de procurar caminhos para a solução do problema”, destaca Góes.

Leia mais sobre:
Fala Leitor
Se você possui uma sugestão de pauta, artigo ou um fato que deseja noticiar, entre em contato conosco pelo Fala Leitor.
imagens recentes no Portal
Aprendizado e solidariedade: Aulão do Bem acontece neste sábadoSicredi abraça a doação de sangue no Dia C de CooperarCorolla roubado em Forquilhinha é recuperado em Araranguá Galeria de fotos: mande a sua foto no clima da Copa do MundoTreviso recebe espetáculo gratuito nesta quinta-feiraIdosos são presenteados com violetas