InternetData CenterAssinante

Agroindústria de maracujá processará 15 mil kg por hora

A ideia é transformar as frutas em polpa e vender para o Sudeste do país
Agroindústria de maracujá processará 15 mil kg por hora
Foto: Divulgação
Por Cyntia Amorim Em 02/02/2016 às 16:14

Na próxima quinta-feira às 14 horas, será inaugurada uma Unidade de Beneficiamento de Maracujá no município de Santa Rosa do Sul. De acordo com a engenheira agrônoma da Epagri de Santa Rosa do Sul, Elaine Rosoni, a agroindústria tem capacidade para processar até 15 mil quilos de maracujá por hora, e supre uma necessidade da região que ainda não possuía nenhuma unidade de beneficiamento de maracujá. No total, são 950 hectares da cultura na região de Araranguá.

A agroindústria é fruto de parcerias públicas e privadas. Foram pelo menos R$ 200 mil do Programa SC Rural e outros R$ 200 mil de contrapartida dos agricultores. Além disso, a prefeitura cedeu um prédio antigo sem uso e a Epagri fez o projeto técnico. Além deste projeto, outros 12 serão concretizados até setembro desse ano com apoio do Programa SC Rural na região de Araranguá, resultando em investimento de pelo menos R$ 6 milhões.

De acordo com o Gerente Regional da Epagri de Araranguá, Reginaldo Ghellere, a ideia do processamento é transformar as frutas em polpa e vender para o Sudeste do país. “São Paulo e Minas Gerais, por exemplo, são Estados que não possuem o maracujá da mesma qualidade do Sul. Este processamento, além de beneficiar essas regiões, terá um melhor aproveitamento das frutas dos agricultores do Sul, reduzindo o desperdício”, comenta.